últimas notícias
Material apreendido em Penápolis, município do interior de SP, será usado nas investigações
Material apreendido em Penápolis, município do interior de SP, será usado nas investigações
Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Pirataria digital é alvo de operação em SP

Na Capital, policiais encontraram uma casa que funcionava como retransmissora de conteúdos piratas; mandados também são cumpridos em Ribeirão Preto e Penápolis

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Civil iniciou uma operação para cumprir dez mandados de busca e apreensão em uma ação contra pirataria digital no Estado. Cinco dos alvos são na cidade de Ribeirão Preto, quatro em Penápolis, e um na capital paulista.

A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e também realizada em outros nove estados do país. O objetivo é bloquear ou suspender sites que transmitem filmes, séries e televisão de forma ilegal, além de 100 aplicativos de streaming ilegal de conteúdo.

Na cidade de São Paulo, os policiais encontraram uma casa que funcionava como retransmissora de conteúdos piratas. O material apreendido será levado para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

No Brasil, a pena para quem prática esse crime é de reclusão de dois a quatro anos, além de multa. A ação também tenta impedir que os conteúdos ilegais apareçam nos mecanismos de busca, como o Google, e quer remover perfis e páginas de redes sociais. A Polícia Federal tem a lista dos usuários dos serviços piratas.

 

Comentários

Tops da Gazeta