últimas notícias
Sistema Cantareira opera com cerca de 34% da sua capacidade
Sistema Cantareira opera com cerca de 34% da sua capacidade
Foto: Luis Lima Jr/Folhapress

Sistema Cantareira chega ao menor nível desde a crise hídrica de 2015

O déficit de 20% de chuva na região do Sistema Cantareira em um ano, fizeram reacender o alerta sobre uma nova crise hídrica; sistema que atende a Grande SP e Capital opera com cerca de 34% da sua capacidade

A região do Sistema Cantareira, teve um déficit de 20% de chuva de 2019 a novembro deste ano, e está no menor nível desde a crise hídrica de 2015. A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) afirma que a situação ainda é melhor do que naquela época, descarta desabastecimento, mas orienta a população a não esbanjar. Na segunda-feira, o sistema que atende toda a região metropolitana de São Paulo e a Capital, operava com cerca de 34% de sua capacidade. 

O nível do Cantareira está abaixo dos 40% desde o dia 7 de outubro, caracterizando situação de alerta. O Sistema Cantareira abastece cerca de 7,5 milhões de pessoas por dia, 46% da população da Grande São Paulo, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA).

Com a queda nos reservatórios, o baixo nível de água pode indicar problemas de abastecimento em 2021, caso não haja chuvas suficientes e uso racional da água pela população.

Além do atraso das chuvas neste ano, a pandemia de Covid-19 fez aumentar o consumo residencial de água na região de São Paulo. Segundo a Sabesp, houve uma elevação de 4% do consumo médio por família, passando de 122 a 127 litros por pessoa/dia, entre os meses de janeiro e novembro.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta