últimas notícias
Governo atualizou mortes e novos casos de Covid-19 no Estado
Governo atualizou mortes e novos casos de Covid-19 no Estado
Foto: REPRODUÇÃO/ SITE OFICIAL / CÂMARA DE SANTOS

Jandira, Itaqua e Guarulhos têm pior adesão ao isolamento da Grande SP

Capital também registra adesão menor do que 50%; Estado chegou a 64,2 mil mortes pelo novo coronavírus nesta segunda

O estado de São Paulo registrou nesta segunda-feira 64.223 mortes e 2.208.242 novos casos da Covid-19. Hoje se iniciou a fase emergencial do Plano São Paulo, com aumento de restrições a atividades comerciais e sociais no Estado até 30 de março, para conter a pressão sobre o sistema de saúde causada pelo avanço do vírus.

De acordo com o Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo), a Capital tem 49% de adesão ao isolamento social. A cidade da Grande São Paulo com o menor índice de adesão é Jandira, com 41%, seguida por Itaquaquecetuba, com 43%, e Guarulhos, com 44%. O município da região com mais respeito ao isolamento é São Bernardo do Campo, com 53%.

Macaque in the trees
Dados segunda-feira (15)

De acordo com a Secretaria da Saúde, São Paulo tem nesta segunda 89% de ocupação de leitos de UTI no Estado dedicados à doença. Na Grande São Paulo esse número já chega a 90,5%. As cidades paulistas com mais casos absolutos da doença são São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto, São José dos Campos e São Bernardo do campo.

Novo hospital de campanha

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira que o Governo de São Paulo vai ativar um hospital de campanha no centro da capital paulista, com 180 leitos exclusivos para casos graves da Covid-19.

De acordo com Doria, 900 profissionais vão atuar no Hospital de Campanha Metropolitano, como a unidade foi batizada, que deverá entrar em operação até o fim de março.

“Quero renovar o agradecimento ao empresário que cedeu o prédio, sem nenhum ônus, ao Governo de São Paulo, para que pudéssemos começar a montagem deste hospital de campanha, com melhores condições físicas, de trabalho e de atendimento”, afirmou o tucano.

Entre os leitos, 50 serão de UTI para atender pacientes graves que precisam de intubação e recursos mais complexos, atuando como referência para a Grande São Paulo e outras regiões próximas, se necessário. Outros 130 leitos serão de enfermaria.

O novo serviço será ativado gradativamente em prédio privado localizado no bairro da Santa Cecília oferecido ao governo paulista. A Secretaria de Estado da Saúde selecionará nesta semana a Organização Social de Saúde (OSS) que será responsável por operacionalizar o hospital em parceria com a pasta.

Serão investido, segundo a gestão estadual, R$ 12 milhões por mês para custeio e montagem do novo serviço, que deve entrar em funcionamento a partir do dia 31 de março. No total, 900 profissionais atuarão no hospital, entre eles cerca de 150 médicos, além de enfermeiros, técnicos e funcionários administrativos.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta