últimas notícias
< class="c-menu__subitem">Automotor
  • Esportes
  • Porto Feliz
  • Publicidade Legal
  • Colunistas
  • Especiais
  • Institucionais
  • últimas notícias
    Estudo foi feito pelo Instituto Adolfo Lutz no Estado de São Paulo
    Estudo foi feito pelo Instituto Adolfo Lutz no Estado de São Paulo
    Foto: Karen Fontes/iShoot/Folhapress

    Doria aumenta horário de funcionamento de comércio e serviços

    Governador anunciou que o Estado terá uma nova etapa da fase transição do Plano São Paulo do próximo sábado (1º) até o dia 9 de maio

    O governador João Doria (PSDB) anunciou em entrevista coletiva nesta quarta-feira que o Estado terá uma nova etapa da fase transição do Plano São Paulo do próximo sábado (1º) até o dia 9 de maio. A principal novidade é a ampliação do funcionamento do comércio, do setor de serviços e de atividades religiosas das 6h às 20h. Neste momento, a permissão é para que esses setores funcionem das 11h às 19h.

    O limite de ocupação dos estabelecimentos, de 25%, continua o mesmo, assim como a vigência do toque de recolher entre 20h e 5h, com o objetivo de diminuir a circulação de pessoas à noite.

    De acordo com anúncio do governo desta quarta, os parques estaduais e municipais também permanecerão com o horário de funcionamento já vigente, das 6h às 18h. O governo paulista segue recomendando ainda a manutenção do teletrabalho e o escalonamento do horário de entrada e saída para o comércio, serviços e a indústria.

    "Damos a continuidade, gradual e segura, da abertura da economia do estado de SP, para recuperar empregos e dar oportunidades para os brasileiros do nosso estado de terem acesso à renda, ao salário e à dignidade em suas vidas", disse Doria.

    "Nós estamos novamente dando de novo um voto de confiança para todos os setores econômicos e contando com todos os prefeitos neste processo. A expansão do horário é significativa", afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen.

    A nova etapa da fase de transição é muito semelhante à fase laranja do Plano São Paulo, que prevê ocupação de leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) inferior a 80%.

    Comentários

    Tops da Gazeta

    iv class="publicidade retangulo">

    Tops da Gazeta