últimas notícias
Policial militar do estado de São Paulo
Policial militar do estado de São Paulo
Foto: Divulgação/PMESP

Suspeito de matar sargento da PM é morto no Guarujá

Segundo policiais o suspeito foi morto em uma troca de tiros com militares

Três dias depois do assassinato do sargento da PM Hélio Rosa Froes, de 43 anos, um homem foi morto em uma suposta troca de tiros com policiais militares, nesta terça-feira (7), no Guarujá, litoral de Estado. O homem que não teve o nome revelado está sendo investigado por suspeita de participação no assassinato do sargento que estava de folga, no sábado (4).

Por volta das 21h, ainda de sábado, um homem de 25 anos foi preso com uma arma ilegal, suspeito de envolvimento na morte do agente. A defesa dele não foi encontrada. 

Registros da Polícia Civil do Guarujá afirmam que PMs receberam uma denúncia de que três criminosos, incluindo o suspeito de participação na morte do sargento, morto no tiroteio, estariam escondidos em um manguezal, no bairro Morrinhos. 

Chegando ao local indicado pela denúncia, na avenida Quatro, os PMs afirmam que se depararam com três homens, dos quais dois conseguiram fugir. O terceiro, de 32 anos, teria atirado, usando uma pistola calibre 380 e, por isso, os policiais revidaram. 

Ferido, o homem que não teve o nome informado foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até o pronto-socorro Vicente de Carvalho, onde morreu.
A arma supostamente usada por ele foi apreendida, da mesma forma que o armamento usado pelos policiais militares no tiroteio. 

O caso foi registrado como homicídio decorrente de intervenção policial. As investigações continuam para esclarecer as circunstâncias da morte do suspeito, assim como sua suposta participação no assassinato do PM. 

MORTE DO SARGENTO 

Segundo a polícia, sargento Froes estava de folga na praça Mário Covas, no Guarujá, quando ao menos dois criminosos atiraram contra ele, no sábado. O policial atuava no 21º Batalhão da PM da cidade litorânea. 

Imagens de uma câmera de monitoramento mostram o PM chegando com sua moto, quando é abordado por três criminosos, com o veículo ainda em movimento. A moto cai atrás de um caminhão, quando começa a troca de tiros. 

É possível ver um dos criminosos correndo com uma bolsa, pertencente ao policial, enquanto outro troca tiros com o sargento, enquanto também foge correndo. Os ladrões, segundo a polícia, entraram em um carro e fugiram. 

O PM foi socorrido pelo Samu, mas morreu a caminho do hospital. 

Entre janeiro e junho deste ano, sete policiais militares foram mortos quando estavam de folga no estado de São Paulo. Nenhum agente morreu em serviço no período, segundo dados da SSP (Secretaria da Segurança Pública). 

No mesmo período, 272 pessoas foram mortas por policiais, em serviço, e outras 58 por agentes de folga.

Comentários

Tops da Gazeta