X

IMUNIZAÇÃO

Cidade de SP define qual público vai receber a vacina contra a dengue

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, as regiões da metrópole de maior incidência da doença terão prioridade para receber a imunização contra a dengue

Bruno Hoffmann

Publicado em 29/03/2024 às 11:11

Atualizado em 29/03/2024 às 11:29

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Por conta do baixo número de doses, a vacina contra a dengue não será enviada para todos os municípios do Brasil / Gustavo Fring/Pexels

A cidade de São Paulo está entre os municípios brasileiros que passarão a receber doses da vacina contra a dengue do governo federal. Os imunizantes serão aplicados inicialmente em escolas da Capital para crianças de 10 a 14 anos.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), as regiões da metrópole de maior incidência da doença terão prioridade.

“A gente vai aplicar nas escolas por conta do público-alvo, e nas regiões de maior incidência. Itaquera, por exemplo, que é uma região de alta incidência, vai ser uma das regiões onde terão as escolas sendo atendidas com as vacinas para as crianças”, disse o prefeito.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Ainda não há data exata para a chegada do produto. A prefeitura havia enviado quatro ofícios para solicitar que a cidade fosse incluída na vacinação contra a dengue.

Guarulhos e outros municípios da Grande São Paulo começaram a vacinar contra a doença em fevereiro. As doses para a imunização são repassadas pelo Ministério da Saúde. 

Junto com a capital paulista, outras áreas que serão contempladas agora no estado são as regiões de Campinas e São José do Rio Preto. 

Por conta do baixo número de doses, a vacina não será enviada para todos os municípios do Brasil.

SP decretou estado de emergência pela dengue

A cidade de São Paulo decretou estado de emergência por causa da dengue em 18 de março. Com isso, a gestão municipal ficou autorizada a adotar medidas excepcionais para a contenção de arboviroses.

Entre as medidas que foram liberadas estão a aquisição de insumos e materiais, a doação e a cessão de equipamentos e bens e a contratação de serviços necessários ao atendimento da situação emergencial.

Em 13 de março, Nunes anunciou mais R$ 240 milhões no investimento na intensificação das ações de combate à dengue, que incluem a ampliação do horário de funcionamento das AMAs, contratação de 500 médicos para reforçar o atendimento nas unidades de saúde, mais 30 caminhonetes para nebulização.

A cidade também intensificou o uso de drones para monitorar focos de dengue.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mobilidade

Veja as principais e as futuras linhas do Metrô da Cidade de São Paulo

A Gazeta separou tudo o que você precisa saber sobre linhas do metrô atuais e as futuras que serão construídas; confira

loterias

Fique ligado! Mega-Sena sorteia hoje 37 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do País ou pela internet; aposta mínima custa R$ 5

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter