X

4 MESES APÓS CHUVAS...

Cidades com 5 mil famílias desalojadas devido às chuvas receberam 21% do valor solicitado

Prefeituras pediram mais de R$ 500 milhões à União, tiveram R$ 5,8 milhões liberados, mas apenas R$ 1,2 milhão efetivamente entregue

Da Reportagem

Publicado em 01/06/2022 às 12:38

Atualizado em 01/06/2022 às 14:18

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

As fortes chuvas causaram transtornos na Região Metropolitana / Divulgação

Quatro meses após as chuvas que resultaram em 34 mortes e mais de 5 mil desalojados na Grande São Paulo, os municípios ainda não receberam o total de repasses solicitado para a recuperação dos locais atingidos, a reconstrução das casas destruídas e as obras de prevenção a desastres do tipo. As informações são do g1.

Foram pedidos mais de R$ 500 milhões ao governo federal, mas, até o momento, foram liberados R$ 5,8 milhões e apenas R$ 1,2 milhão foi efetivamente pago.

O governo estadual pagou R$ 13 milhões dos R$ 15 milhões prometidos para as cidades.

A tragédia aconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro e, no total, de acordo com a Defesa Civil, foram 34 mortos e 5.277 famílias desabrigadas ou desalojadas no estado.

Decretaram situação de emergência 14 cidades, e a mais atingida, Franco da Rocha, registrou 18 mortes.

Além de Franco da Rocha, os óbitos foram nos seguintes municípios: Várzea Paulista (5), Francisco Morato (4), Embu das Artes (3), Arujá (1), Ribeirão Preto (1), Jaú (1) e Itapevi (1).

As famílias que ficaram desabrigadas passaram a depender do auxílio aluguel, de cerca de R$ 400, que, segundo eles, não é suficiente para bancar uma casa temporária.

Haviam sido solicitados mais de R$ 500 milhões pelo governo do estado e por quatro prefeituras ao Ministério do Desenvolvimento Regional, mas, até hoje, só foram repassados R$ 1,2 milhão para Embu das Artes e Jaú.

O Ministério do Desenvolvimento Regional afirmou que a Defesa Civil Nacional "disponibilizou, até o momento, R$ 5,8 milhões para os municípios afetados na grande São Paulo que cumpriram todos os requisitos (reconhecimento federal, encaminhamento do Plano de Trabalho seguindo os requisitos exigidos pela Lei). São eles: Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Embu das Artes, Jaú e Embu das Artes. Desse total, R$ 1,2 milhão já foram repassados para Embu das Artes e Jaú."

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EVENTO HISTÓRICO EM SP

Anderson Silva e Chael Sonnen lutam novamente, dessa vez com luvas de boxe

Luta acontecerá neste sábado, pelo Spaten Fight Night, em São Paulo

PROPOSTA DE TRANSFERÊNCIA

Vaza oferta oficial de clube inglês por Carlos Miguel, goleiro do Corinthians

Presidente do Timão havia negado a existência da oferta, que acabou sendo confirmada após publicação de jornalista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter