Publicidade

X

Estado

Libra terá que explicar fim de atividades em porto de Santos

NELY

Publicado em 03/04/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Os trabalhadores fizeram uma manifestação na porta da Libra Santos; fechamento da Libra pode resultar em 920 demissões / / Nair Bueno/DL

O grupo Libra ainda não notificou à Codesp a programação de navios para operação caso encerre mesmo suas atividades no terminal de contêineres em Santos, na Baixada Santista, no dia 28 deste mês. Essa informação foi passada pela Autoridade Portuária. A empresa, na quinta-feira, divulgou que chegava ao fim suas
operações.

Na sexta, a Justiça determinou que ela se mantenha funcionando, pois essa conduta não é compatível com uma empresa que está em recuperação judicial.

O fechamento da Libra pode resultar em 920 demissões, sendo quase 700 trabalhadores portuários.

O juiz da 2a. Vara de Falências e Recuperações Judiciais, Paulo Furtado de Oliveira Filho, afirmou que a conduta é incompatível com a de uma empresa em recuperação
judicial.

Ele convocou diretores do Grupo Libra e representantes da Codesp para uma reunião na próxima segunda-feira, dia 8 de abril, para esclarecer todas as questões.

Na segunda-feira, dirigentes sindicais e trabalhadores do Porto de Santos fizeram uma panfletagem na porto da empresa e uma assembleia. À tarde, participaram de uma audiência pública na Câmara Municipal sobre "Privatização no Porto de Santos", mas o assunto dominante foi o agravamento da crise social na Cidade com a possiblidade das demissões.

Os debatedores citaram que Santos, principalmente no Centro, já sente há tempos os reflexos do corte de trabalhadores no setor portuário.(Glauco Braga/DL)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Direitos Humanos

'Inconcebível', diz Alckmin sobre ataques contra civis em Gaza

Assim como Lula, vice-presidente fez apelo à comunidade internacional

Política

Lula se reúne com Maduro para tratar de eleições na Venezuela no segundo semestre

Palácio do Planalto informou que questão de Essequibo não foi tratada

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter