Publicidade

X
MAIS UMA VEZ

Mais um acidente em Boituva: balão com 10 a bordo cai e deixa 2 em estado grave

É o terceiro acidente com voo na cidade em menos de um mês

Publicidade

Bombeiros atendem a ocorrência de queda de balão tripulável em Porto Feliz, no interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira (17); sete viaturas foram para o local; cinco ficaram feridos / Divulgação/Bombeiros

A menos de uma semana após a queda de um avião que deixou pelo menos nove feridos, a cidade de Boituva, no interior paulista, se vê novamente diante de uma situação de apreensão e choque. Na manhã desta terça-feira (17), um balão tripulável caiu em uma zona rural próxima a Porto Feliz. A queda foi perto do km 104 da rodovia Castello Branco, por volta das 7h.

De acordo com os bombeiros, duas vítimas estão em estado grave e outras três têm ferimentos leves. Sete viaturas com equipes de resgate se deslocaram até o local para atendimento. Ao todo, dez pessoas estavam no balão.

Leia Também

• Paraquedista morre após salto em Boituva

• Boituva: avião cai e deixa dois mortos e ao menos nove feridos

O balão teria se chocado contra o chão duas vezes. Na primeira, três pessoas tiveram ferimentos leves devido à queda. Na segunda, duas pessoas ficaram em estado grave por conta do choque contra o solo. O local é de difícil acesso e é destinado à prática de voo com balões.

O acidente já é o terceiro envolvendo a prática de voos na cidade em menos de um mês. No último dia 24, a paraquedista Bruna Ploner, 33 anos, morreu após saltar de paraquedas e enfrentar problemas para abrir o equipamento. Um vídeo mostra o momento em que a profissional sofre o acidente.

 

Já no último dia 11, 2 paraquedistas morreram e outros nove sofreram ferimentos após o avião fazer um pouso de emergência e atingir uma torre de alta tensão. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a aeronave caiu em uma área de pasto ao lado de uma estrada vicinal de Boituva. A cidade é considerada a capital nacional do paraquedismo. 

Um vídeo gravado por um dos participantes do salto que terminou na queda do avião, mostra os paraquedistas pulando da aeronave momentos antes de o acidente acontecer. Na gravação, feita ainda no ar, os esportistas aparecem bem e sem sinal de preocupação com alguma eventual tragédia.

 

Momentos mais tarde, outra gravação foi feita. Desta vez, uma testemunha que passava pelo local registrou a aeronave já em solo, caída em posição invertida. Profissionais de resgate do Corpo de Bombeiros aparecem nas imagens tentando ajudar os feridos.

 

 

No acidente da semana passada, dois paraquedistas morreram: André Luiz Warwar, 53, gerente da competência de imagem, estratégia e tecnologia da TV Globo; e o instrutor Wilson José Romão Júnior, 38.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política e economia

Bolsonaro elogia Senado por PEC que autoriza o gasto de bilhões fora do teto

Presidente ainda cobrou de governadores do Nordeste que abaixem o preço dos combustíveis

Solidariedade

Camisa de Cristiano Ronaldo é leiloada e valor será doado ao exército ucraniano

O item doado por um garoto de 14 anos que vive na região de Ivano-Frankisvk foi arrebatado por 2,2 mil euros

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software