X

ATUALIZAÇÃO DO CASO

Novo suspeito de participar do sequestro de PM no Litoral é preso

Imagens de câmeras de segurança registraram suspeito ao lado de Luca Romano Angerami, que continua desaparecido; caso é investigado

Lucas Souza

Publicado em 19/04/2024 às 18:50

Atualizado em 19/04/2024 às 19:10

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Suspeito preso (à esq) confessou ter caminhado com o PM Luca Romano Angerami em biqueira de Guarujá / Reprodução e arquivo pessoal

A polícia prendeu mais um suspeito de sequestrar o policial militar (PM) Luca Romano Angerami, que está desaparecido desde o último domingo (14), no Guarujá, no litoral paulista. Carlos Vinicius Santos da Silva, de 26 anos, foi preso após confessar ter presenciado o crime, mensagens em seu celular também incriminaram o sujeito.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Prisão de Carlos

Segundo boletim de ocorrência, durante patrulhamento da PM no bairro Santo Antônio nesta quinta-feira (18), os agentes receberam uma denúncia da residência de um dos envolvidos no sequestro.

Carlos foi encontrado em um imóvel na avenida das Acácias, no bairro Jardim Primavera, na região onde Luca foi visto pela última vez.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado

Em um primeiro momento, o suspeito negou ter participado do sequestro, já que estava em casa na hora do crime. No fim, Carlos confessou ter acompanhado o policial conforme ele ia até a biqueira.

Com a confissão, os soldados realizaram uma busca domiciliar, com a permissão do padrasto de Carlos que estava junto no momento, e encontraram munição de revólver, dois celulares e as roupas que ele usou no dia do desaparecimento.

Mensagens comprovam envolvimento

Os celulares encontrados no imóvel obtinham conversas que comprovavam a participação de Carlos no crime.

Ainda de acordo com o boletim obtido pelo “G1”, o suspeito disse não ter participado no desaparecimento e possível morte do PM. A respeito da munição, ele a encontrou na rua.

Luca foi levado por traficantes para o morro da Vila Baiana em um carro preto, segundo informações das autoridades.

Carlos foi preso por sequestro, cárcere privado posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no DP Sede de Guarujá.

O suspeito se junta a Edivaldo Aragão, de 36 anos, preso após confessar ter participado do crime.

Desaparecimento de PM

Luca foi visto pela última vez em um ponto de vendas de drogas no Guarujá, no último domingo (14). Após sair de uma adega, o PM foi com seu carro, um Corolla prata, ao local.

Após ficar um tempo parado, o soldado foi abordado por dois suspeitos não identificados e não foi mais visto. Seu veículo foi encontrado na rodovia Cônego Domenico Rangoni, no Guarujá.

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saidinhas

Congresso rejeita veto de Lula e proíbe 'saidinhas' de presos

Lula tentou manter uma lista mais ampla de possibilidades para as saídas temporárias

Fake Agents

Jogador Paolo Guerrero leva golpe de R$ 2 milhões e PF investiga

Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, foi vítima em 2022 de um esquema que fraudava saques

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter