X

Pré-Eleição

Partido Novo lança pré-candidatura de Marina Helena à Prefeitura de SP

A economista afirmou que, se for eleita prefeita de São Paulo, pretende investir mais em segurança

Monise Souza e Bruno Hoffmann

Publicado em 04/03/2024 às 17:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Marina Helena é pré-candidata à prefeitura de São Paulo / Thiago Neme/Gazeta de S.Paulo

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

No último sábado (2), o Partido Novo fez um evento para lançar a pré-candidatura de Marina Helena à Prefeitura de São Paulo. Marina é economista e foi diretora de Desestatização do Ministério da Economia na gestão de Paulo Guedes, ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL), e disputou mandato de deputada federal em 2022.

A economista afirmou que, se for eleita, pretende investir mais em segurança. “Hoje a gente está gastando até três vezes mais para tapar buraco do que em segurança. Então, o primeiro ponto é aumentar isso. A gente precisa dobrar o número do efetivo da Guarda [Civil] Municipal e investir em segurança.", disse durante o vento.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Durante o ato, os participantes discutiram o papel da mulher na política, os desafios dos novos vereadores, desempenho do partido nas comunidades da periferia, além do papel do agronegócio no Brasil e no mundo e a importância de melhorar a educação.

Eleições 2024: Como regularizar o título de eleitor? Saiba o passo a passo

Em entrevista à Gazeta, em novembro do ano passado, a economista também criticou o líder das pesquisas, Guilherme Boulos (PSOL), e a também pré-candidata Tabata Amaral (PSB).

"Boulos é ainda pior [do que Ricardo Nunes]. A Câmara votou um projeto de lei que endurece a pena por roubo e furto. O partido de Guilherme Boulos se posicionou contrário a esse endurecimento da pena. O projeto passou apesar da oposição do PT e do PSOL. E a deputada Tabata Amaral se absteve, apesar do partido dela ser favorável. Vejo como algo ainda pior, porque o partido dela orientou que votasse favorável ao endurecimento das penas e ela se absteve".

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), candidatas do pleito de 2024 devem ser escolhidos nas convenções partidárias, que serão realizadas entre 20 de julho e 5 de agosto.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Leilão de veículos

Detran-SP realiza leilão online com lances a partir de R$ 2 mil

Carros conservados e sucatas disponíveis; visite e faça seu pré-lance em julho

Licitação

Prefeitura de Capivari abre licitação de R$ 807 mil para recapear ruas

Obras serão destinadas às ruas Vitório Gatti e Américo Forti, no bairro Porto Alegre; prazo de entrega da obra é de até 3 meses

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter