Publicidade

X
GRANDE SP

Taboão da Serra: Prefeito inaugura terminal e exalta importância da obra para a região

Linha Vai e Vem que interliga Taboão da Serra a Estação Vila Sônia opera na modalidade expressa, sem realizar paradas; serviço é gratuito

Publicidade

Prefeito Aprígio durante inauguração da obra em Taboão da Serra / Matheus Herbert

Na noite desta quarta-feira (3) a Prefeitura de Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, inaugurou de forma oficial o miniterminal de ônibus no Largo do Taboão, ligando a cidade até a estação Vila Sônia do Metrô. O serviço já estava em operação desde o dia 10 de maio. 

O prefeito da cidade, Aprígio (Podemos), destacou o trabalho conjunto para a construção do terminal e a sua importância para a região.

Leia Também

• Taboão da Serra atende mães com dificuldades para amamentar seus bebês

“Só é possível fazer uma obra dessa com união. Estamos aqui para executar obras melhores do que essa. Nós somos políticos para servir a população. Essa obra é importante para toda a região. Todas as cidades estão comentando essa obra. Ela não é local, mas regional. Agora, estamos preparando uma obra de um terminal na região do São Judas. Vamos reconstruir Taboão da Serra”, disse Aprígio.

Já o secretário de Transporte, José Vanderlei dos Santos, destacou a rapidez que o terminal trará aos moradores da região.

"É um momento de muita festa. Esse terminal atenderá a região. É um ponto de conexão. Andar bem e rápido faz toda a diferença. Taboão sempre figurando como protagonista", afirmou o secretário.

Serviço 

A linha Vai e Vem que interliga Taboão da Serra a Estação Vila Sônia opera na modalidade expressa, ou seja, sem realizar paradas no meio do caminho. A interligação não tem custo adicional. O usuário que tiver o bilhete do Metrô utiliza os ônibus que irão ligar a estação Vila Sônia com o Largo do Taboão de graça.

O serviço passou a ser elogiado pela população. “É um serviço bom e rápido também. Assim que descemos da estação já conseguimos pegar o ônibus e vir até o centro de Taboão”, disse a dona de casa Francisca Aparecida, de 63 anos, em entrevista à Gazeta.

Já para o operador logístico Celso de Lima, de 45 anos, havia reclamações no começo mas depois os passageiros perceberam os benefícios.

“Tudo é uma questão de adaptação. No começo ouvíamos muitas reclamações por conta das adaptações das linhas intermunicipais que atendiam a estação. Agora, descemos aqui no centro, utilizamos esse serviço e já fazemos a integração no Metrô”.

Capacidade 

Os ônibus que fazem o transporte Vai e Vem da linha 4-Amarela tem capacidade para cerca de 200 passageiros por viagem.

Além dos ônibus vai e vem, três novos pontos irão também servir de parada para os coletivos de diversas linhas circulares que estavam deslocadas para próximo do Hospital Family, também na avenida Santucci.
 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Serviço suspenso

Banco do Brasil suspende crédito para pessoas com deficiência

A advogada especialista em direitos da pessoa com deficiência Nicole Sanches diz que vários clientes já relataram problemas com a suspensão; a assessoria do banco afirmou que as tratativas estão em estágio avançado e o crédito será retomado em breve

ELEIÇÕES 2022

Equipe de Bolsonaro muda estratégia e adota ofensiva jurídica contra Lula no TSE

Inicialmente, a aposta jurídica da campanha do presidente era acionar o mínimo o possível a Justiça Eleitoral

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software