X

ECLIPSE SOLAR

Eclipse total: Entenda o que vai acontecer dia 8 de abril

De acordo com a Nasa, o primeiro local a ver o eclipse será a costa do Pacífico do México, por volta das 15h07 (horário de Brasília)

Leonardo Sandre

Publicado em 08/04/2024 às 10:50

Atualizado em 08/04/2024 às 10:57

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Nos Estados Unidos, por exemplo, será a primeira vez em sete anos que espectadores irão um eclipse / Justin Dicke/Unsplash

Na próxima segunda-feira (8), pessoas que estiverem no México, Estados Unidos e Canadá terão a chance de observar um eclipse solar total.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Embora ele não possa ser visto do Brasil, esse fenômeno é bastante especial. Nos Estados Unidos, por exemplo, será a primeira vez em sete anos que espectadores irão flagrar algo do tipo.

Mas, o que é um eclipse?

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Um eclipse solar ocorre quando a Lua se posiciona entre o Sol e a Terra de uma maneira que a Lua acaba ocasionando uma sombra sobre a Terra.

A Lua então bloqueia a entrada de luz solar que chega à Terra.

Em alguns casos, a Lua bloqueia apenas parte da luz do Sol, ocasionando assim o chamado de eclipse solar parcial ou anular. Já quando a Lua bloqueia toda a luz do Sol, temos um eclipse solar total.

Onde será possível ver o eclipse?

De acordo com a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), caso as condições climáticas permitam, o primeiro local a ver o eclipse será a costa do Pacífico do México, perto das 15h07 (horário de Brasília), da segunda-feira, 8 de abril.

Depois, o fenômeno deve seguir para os Estados Unidos, e em seguida, passar pelo Canadá, seguindo com destino ao Atlântico Norte. O Observatório Nacional irá transmitir o evento pelo Youtube.

Quando haverá um eclipse no Brasil?

Os brasileiros terão a oportunidade de acompanhar um eclipse lunar parcial em todo o País entre 17 e 18 de setembro, mas de forma um pouco distante.

O próximo eclipse solar no Brasil é do tipo anular (quando a Lua bloqueia apenas parte da luz do Sol) e está marcado para acontecer em 2 de outubro.

Neste caso, a passagem do fenômeno estará visível para estados da região Sul, Sudeste (exceto a parte norte de Minas Gerais) e o Mato Grosso do Sul. Moradores de trechos da Bahia, Goiás e Mato Grosso também terão alguma chance de flagrar o acontecimento.

 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

BOMBEIROS APONTAM RISCOS

Concessionária mantém show de Roberto Carlos no Pacaembu apesar de laudo dos Bombeiros

Vistoria dos Bombeiros revelou uma série de irregularidades nos sistemas de emergência, prevenção e combate a incêndios do estádio do Pacaembu; show está mantido

Não perca essa oportunidade

Cidade no interior de SP encerra inscrições de novo concurso nesta sexta

Prefeitura Municipal de Jahu têm processo seletivo têm salários que chegam a R$ 6.008,73

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter