X

CRISE POLÍTICA

Impeachment no Corinthians? Rivais tiveram presidentes depostos

Pressionado pela oposição, Augusto Melo começa a ter impeachment cogitado no Timão

Leonardo Sandre

Publicado em 10/06/2024 às 15:30

Atualizado em 10/06/2024 às 16:19

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Augusto Melo está cada vez mais pressionado como presidente do Corinthians / Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Com a crise no Corinthians cada vez maior, a oposição alvinegra já começou a preparar um processo de impeachment contra o atual presidente, Augusto Melo.

Nos últimos 10 anos, dois rivais do Timão passaram por episódios parecidos: São Paulo (2015) e Santos (2020).

Carlos Miguel Aidar deixou a presidência do São Paulo após escândalos de corrupção, enquanto José Carlos Peres foi acusado de gestão temerária por irregularidades nas contas do Santos de 2019.

Augusto Melo corre risco de impeachment?

A oposição do Timão trabalha pelo pedido de impeachment de Augusto Melo. Há até mesmo a expectativa de que o próprio peça para sair. 

As alegações são de que o mandatário causou um "prejuízo considerável ao patrimônio" do clube na situação com a VaideBet.

Para que a abertura do processo de impeachment seja levada adiante, 50% mais um dos conselheiros precisam assinar uma petição com a solicitação e estarem presentes na reunião onde a pauta será discutida. O órgão possui 200 conselheiros, no qual os opositores não são maioria.

Aidar deixa o São Paulo em meio a pedido de impeachment, em 2015

Aidar presidiu o São Paulo entre 2014 e 2015/Rubens Chiri/Saopaulofc.net

Diante de graves acusações do ex-vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, e em meio a provável pior crise política na história do Tricolor Paulista, Aidar foi convencido de que deixar o cargo seria a melhor opção. O movimento que exigia o impeachment do mandatário era forte, e provavelmente teria sucesso.

Filmagens vazadas mostraram até Ataíde e Aidar em uma troca de agressões físicas, além da alegação de Ataíde de que o então presidente havia confessado práticas de corrupção.

Além de investigações de fraudes financeiras e repasses indevidos, a contratação do zagueiro Iago Maidana foi pauta de polêmica. Na época, o clube chegou até a ter uma perda de pontos cogitada, por contratação supervalorizada.

Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, assumiu a presidência, na qual foi eleito posteriormente, ficando no cargo até o fim de 2020. Em 2021, Júlio Casares assumiu como o novo presidente do São Paulo Futebol Clube.

José Carlos Peres sofre impeachment no Santos

José Carlos Peres sofreu Impeachment no Santos/Ivan Storti/Santos FC

Eleito em dezembro de 2017 como candidato da oposição, o mandatário José Carlos Peres sofreu o impeachment na presidência do Santos em 2020, quando foi acusado de gestão temerária por irregularidades nas contas de 2019.

Com mais detalhes, o Santos apresentou os números de 2019 com um superávit de R$ 23,5 milhões. Contudo, no início de junho, o Conselho Fiscal do Santos emitiu um relatório apontando diversas irregularidades estatutárias nas demonstrações financeiras.

Alguns exemplos de irregularidades foram: comissões pagas na transferência de Bruno Henrique ao Flamengo, uso de cartão corporativo por razões pessoais do presidente José Carlos Peres, além de diferença entre o que havia sido orçado e o que foi gasto.

Ele chegou a ficar afastado por dois meses até o resultado da votação. Os sócios do clube aprovaram, por ampla maioria, o impeachment do dirigente em assembleia-geral. Após isso, o Peixe passou a ser comandado pelo vice Orlando Rollo até o fim de 2020. 

Responsável pela contratação de Robinho (que depois viria a ser cancelada por má repercussão), Rollo foi preso em novembro de 2022, acusado de negociar cargas de cocaína, apreendidas pela PF, com facções criminosas.

Para 2021, o presidente eleito foi Andrés Rueda, que viria a encerrar seu mandato com o amargo rebaixamento do time santista.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Confira o resultado do Timemania no concurso 2105, neste sábado (15)

O prêmio é de R$ 5.000.000,00

Brasil

Confira o resultado do Dia de Sorte no concurso 926, neste sábado (15)

O prêmio é de R$ 150.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter