últimas notícias
Prefeitura de Embu das Artes implantou a primeira usina 
de oxigênio da região metropolitana de São Paulo
Prefeitura de Embu das Artes implantou a primeira usina de oxigênio da região metropolitana de São Paulo
Foto: Divulgação/PMETEA

Embu das Artes monta usina de oxigênio para tratar casos de Covid-19

Equipamentos instalados junto a UPA Zilda Arns têm capacidade para produção de 24 cilindros por dia

A Prefeitura de Embu das Artes, na região sudoeste da Grande São Paulo, montou uma usina para produção de oxigênio na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zilda Arns, referência no atendimento às pessoas com Covid-19. A usina começou a operar na manhã desta segunda-feira, 15.

Desde a semana passada o município está com 100% de ocupação nos cinco leitos de UTI que possui. Há 12 pessoas na fila por uma vaga. Nesses casos, o paciente entra no sistema de regulação de oferta de vagas da Secretaria Estadual da Saúde.

Leia mais: 

Segundo o prefeito Ney Santos (Republicanos), “a medida é necessária para que não haja desabastecimento de oxigênio neste momento tão difícil, como aconteceu em Manaus”, disse.

A usina produzirá 12 mt³ de oxigênio por hora, o equivalente a um cilindro grande. O dobro necessário da demanda atual da UPA localizada no bairro do Jardim Santo Eduardo.

A cidade consome, apenas na UPA, 12 cilindros por dia. A usina produzirá cerca de 24 cilindros por dia.
"No último mês acompanhamos o aumento do uso de oxigênio e a dificuldade para aquisição do volume necessário dentro prazo. Para implementar soluções antes que um caos aconteça, decidimos implantar a usina e não depender da logística de entrega", explicou Thais de Almeida Miana, secretária de Saúde de Embu das Artes ao “G1”.

 

Comentários

Tops da Gazeta