últimas notícias
Vacinação contra a Covid-19
Vacinação contra a Covid-19
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Número de casos de Covid-19 cai pela quarta semana seguida no ABC Paulista

O ABC encerrou a 18ª semana epidemiológica deste ano com 254 mortes causadas pelo vírus; o total é 30,7% inferior ao apurado nos sete dias anteriores, quando foram registradas 316 mortes

O ABC Paulista encerrou a 18ª semana epidemiológica deste ano, no último sábado (8), com 254 mortes causadas pela Covid-19, menor número desde a 9ª semana, no começo de março, quando ocorreram 219 óbitos. O total é 30,7% inferior ao apurado nos sete dias anteriores, quando foram registradas 316 mortes.

É o que mostra o painel da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) com base em informações da Secretaria de Estado da Saúde. Os números da Fundação Seade diferem levemente dos divulgados pelas prefeituras. O texto conta com informações do “Diário Regional”.

A queda no número de mortes reverte a tendência observada na semana epidemiológica anterior, quando houve alta de 16,6% no total de vidas perdidas para a doença. A região encerrou a 18ª semana epidemiológica com média móvel de 36,3 óbitos diários por covid-19, contra 45,1 na semana anterior. A análise semanal é a mais indicada para avaliar os dados, uma vez que elimina as distorções geralmente observadas nos números dos finais de semana.

O total de casos de Covid-19 caiu pela quarta semana consecutiva nos sete municípios. Foram registrados 2.932 diagnósticos, com queda de 26% ante o apurado na 17ª semana.

Na comparação com o pico de casos no ABC, registrado na 12ª semana epidemiológica (6.332), em março, a redução é ainda maior, de 53,7%.

O ABC encerrou a 18ª semana epidemiológica com média móvel de 418,9 casos diários do novo coronavírus, contra 567 na semana anterior.

 

SEGUNDA ONDA

A segunda onda da pandemia tem sido mais letal do que a primeira – como reflexo da presença da variante surgida em Manaus, que é mais transmissível do que as primeiras cepas do novo coronavírus.

Como consequência, abril tornou-se o mês mais letal da pandemia nos sete municípios. No mês passado foram registrados 1.482 óbitos pela doença, total 20,6% superior ao apurado em março – que, até então, tinha sido o mês com o maior número de mortes.

Com os dados de ontem (10), a região chegou a 7.628 vidas perdidas e 173.628 casos de covid-19 diagnosticados desde o início da pandemia.

Na última quarta-feira, o governo do Estado prorrogou, até 23 de maio a Fase de Transição do Plano São Paulo, adotada devido à reversão da tendência de alta no número de internações. Nesta fase, comércios e serviços não essenciais podem abrir para atendimento presencial das 6h às 21h, com 30% da capacidade. O toque de recolher foi mantido, mas agora das 21h às 5h.

Comentários

Tops da Gazeta