últimas notícias
Menino de três anos foi encontrado morto em apartamento na Bela Vista; caso foi registrado na manhã da última segunda-feira
Menino de três anos foi encontrado morto em apartamento na Bela Vista; caso foi registrado na manhã da última segunda-feira
Foto: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Polícia prende mãe de criança de 3 anos morta após ser encontrada ferida em apartamento

Mulher foi presa após prestar depoimento na madrugada desta terça (11) e levada para o 89ºDP, no Portal do Morumbi; Gael de Freitas Nunes estava com a mãe na cozinha

Na madrugada desta terça-feira (11), a Polícia Civil prendeu a mãe de Gael de Freitas Nunes, de 3 anos, que morreu após ter sido encontrado com ferimentos no apartamento da família na Bela Vista, no centro de São Paulo. O caso ainda segue em investigação.

A mulher prestou depoimento na 1º Delegacia de Defesa da Mulher, no Cambuci, por volta da meia-noite, e às 5h30 foi levada para o 89ºDP, no Portal do Morumbi, que tem uma carceragem feminina. O teor do depoimento não foi divulgado.

De acordo com a polícia, a mulher é suspeita de ter cometido as agressões que levaram à morte do menino na manhã desta segunda-feira (10). O menino foi levado à Santa Casa de São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos.

O boletim de ocorrência apontava que o menino foi encontrado desacordado na cozinha pela tia-avó; a mãe estava com ele. A criança morava com a mãe, com a tia-avó e a irmã de 13 anos.

O menino estava em parada cardiorrespiratória quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao apartamento e o levou ao hospital enquanto tentava reanimá-lo. No local, foi constatada a morte da criança.

A Polícia Militar, que foi acionada pelo Samu, informou que a mãe teria passado por um surto psicótico. O texto conta com informações do “G1”.

Depoimento da tia-avó à polícia

No boletim de ocorrência, a tia-avó informou que deu mamadeira para a criança por volta das 7h e as duas ficaram na sala assistindo à televisão. Após alguns minutos, o garoto foi até a cozinha. A tia-avó disse que começou a ouvir choros, mas achou que ele estava apenas pedindo colo para a mãe.

Cerca de cinco minutos depois, começou a ouvir barulhos fortes de batidas na parede e acreditou que viriam de outro apartamento. Após dez minutos, ela passou a ouvir o barulho de vidro quebrando na cozinha e, quando chegou ao cômodo, a criança estava deitada no chão com vômito e coberta por uma toalha de mesa.

A testemunha conta que perguntou à mãe o que teria acontecido, mas ela não respondeu. A tia-avó pediu ajuda da irmã do menino, que ligou para o Samu. Após a chegada dos socorristas, a criança foi levada até a Santa Casa em parada cardiorrespiratória, mas morreu no hospital.

Ainda segundo a tia-avó, a mãe do garoto já foi internada outras vezes. A tia não soube dizer, no entanto, se as internações foram por motivos psiquiátricos.

 

Comentários

Tops da Gazeta