últimas notícias
Diversas homenagens às vítimas, como flores e cartazes, foram feitas em frente à escola após o ataque
Diversas homenagens às vítimas, como flores e cartazes, foram feitas em frente à escola após o ataque
Foto: Jales Valquer/FramePhoto/Folhapress

Aluna ferida em escola estadual de Suzano tem alta médica

Apenas um estudante vítima do massacre continua internado na enfermaria do Hospital das Clínicas de São Paulo

A aluna da Escola Estadual Raul Brasil, Adna Isabella Bezerra de Paula, de 16 anos, ferida no massacre no dia 13 de março, teve alta médica do Hospital das Clínicas na noite desta quinta- feira (21).

Inicialmente, a estudante estava internada do Pronto- Socorro Municipal de Suzano e depois foi transferida para o HC, no centro da cidade de São Paulo.

Apenas um dos feridos no atentado continua internado no Hospital das Clínicas. O estudante Anderson Carrilho de Brito, de 15 anos, está na enfermaria e tem quadro de saúde estável.

Na manhã da última terça, o colégio foi reaberto pela primeira vez aos estudantes após o ataque que deixou 10 mortos e 11 feridos na quarta-feira, dia 13 de março.

Foram à escola 227 famílias, 30 professores e 10 funcionários para participar das atividades de acolhimento e equipes multidisciplinar prestaram apoio psicológico.

De acordo com o governo do Estado, a escola continua passando por melhorias por meio de pintura e reparos pela Seduc-SP, para revitalizar o ambiente físico, com o apoio da comunidade escolar.

Ataque.

Dois ex-alunos invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, e abriram fogo no horário do intervalo. No colégio, eles mataram cinco estudantes, duas funcionárias do colégio e, logo em seguida, se mataram. O caso segue em investigação. (EC e GSP)

Tops da Gazeta