últimas notícias
O processo pode estar relacionado a uma operação realizada no ano de 2016
O processo pode estar relacionado a uma operação realizada no ano de 2016
Foto: Thiago Neme/Gazeta de S.Paulo

Justiça comunica vice-prefeito sobre afastamento de Ney Santos

A ordem da Justiça atende a um pedido da Polícia Federal, que indiciou Santos por lavagem de dinheiro entre 2014 e 2017

A Gazeta obteve com exclusividade o ofício da delegada da Polícia Federal, Karina Murakami Souza, que comunica o afastamento do prefeito de Embu das Artes, Ney Santos ao seu vice, Dr. Peter. O documento foi enviado à prefeitura na tarde de ontem (12). A ordem da Justiça atende a um pedido da Polícia Federal (PF), que indiciou Santos por lavagem de dinheiro entre 2014 e 2017.

Macaque in the trees
O documento foi enviado à prefeitura na tarde de ontem (12)

O processo pode estar relacionado a uma operação realizada no ano de 2016. Na época, o Ministério Público do Estado de São Paulo, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO de São Paulo- núcleo Capital, com o auxílio da Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo, deflagrou a Operação Xibalba.

Ney Santos tinha acabado de ser eleito prefeito do município, e foi acusado pelo Ministério Público de envolvimento com lavagem de dinheiro em postos de gasolina e ligação com o crime organizado. Além disso, o MP aponta uma possível ligação dele com o tráfico de drogas em Osasco, Embu das Artes, Taboão da Serra, Carapicuíba, Cajamar e São Paulo.

Na época o prefeito conseguiu uma liminar para se manter no cargo. A gazeta procurou a defesa de Ney Santos, mas não obteve retorno.

Até o começo da tarde desta sexta-feira, dia 13, a Prefeitura de Embu das Artes não havia divulgado nenhuma nota oficial sobre o caso.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta