últimas notícias

Hospital vai arrecadar fundos em leilão de peças

Evento. São Paulo é sede do evento de arte urbana relacionado à saúde auditiva, que vai contar com pregão beneficente

Com o intuito de conscientizar a população sobre problemas de audição e seus impactos na qualidade de vida, a cidade de São Paulo recebe, entre abril e agosto, esculturas em formato de orelha, medindo 1,60 cm de altura e customizadas por grandes artistas nacionais.

As peças estão sendo criadas ao vivo, desde o dia 22 de abril, no Shopping Frei Caneca, onde ficarão expostas até 20 de junho, quando esse processo se encerrará. As orelhas do Hospital Paulista ficarão à mostra no Parque Ibirapuera e na Praça Pereira Coutinho, na Vila Nova Conceição.

A exposição pública acontecerá de 24 de julho a 22 de agosto deste ano, cujo encerramento será com um leilão beneficente. Os valores arrecadados serão destinados ao Hospital das Clínicas, Programa Reouvir (SUS) e Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).

O Ear Parade é uma forma diferente de chamar a atenção para um problema que afeta cerca de 360 milhões de indivíduos no mundo: a perda auditiva que, muitas vezes, pode ser irreversível.

Com 65 esculturas de orelha exibidas na cidade de São Paulo, o evento também ajudará a arrecadar fundos para a saúde e reabilitação da saúde. Além disso, vai buscar combater o preconceito, pois o mesmo impede que pessoas com problemas de audição busquem ajuda; gerar recursos para projetos assistenciais que colaboram para o restabelecimento da qualidade de vida de milhares de brasileiros, promover a democratização da arte em uma exposição gratuita, plural e acessível para todos os públicos e valorizar artistas locais responsáveis por traduzir o cotidiano da cidade que recebe o evento em obras de arte.

"Nós, do Hospital Paulista de Otorrinolaringologia, acreditamos que a vida dever ser vivida com mais sentidos e, por isso mesmo, decidimos com muita alegria e honra apoiar esta iniciativa. Preservar e restabelecer a saúde dos órgãos sensoriais é o sentido de nossa instituição", explica Dra. Cristiane Passos Dias Levy, diretora do Hospital.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2010, 5,6% da população brasileira possui deficiência auditiva. São 12 milhões de pessoas, das quais:

- 2 milhões têm deficiência severa;

- 10 milhões têm alguma dificuldade;

- 1,5 milhão são jovens e crianças.

"A prevenção é sempre a melhor forma de cuidarmos de nossa saúde, inclusive da auditiva. Por isso, atente-se aos meios de reduzir danos a sua audição e faça check-ups regularmente", recomenda Dra. Cristiane Passos.

Fundado em 1974, o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia ampliou sua competência para outros segmentos, com destaque para Fonoaudiologia. (Priscila Freitas)

Comentários

Tops da Gazeta