últimas notícias
A startup capta por mês mais de 60 mil licitações para compra de itens para o setor público
A startup capta por mês mais de 60 mil licitações para compra de itens para o setor público
Foto: REPRODUÇÃO

Empresa desenvolve modelo de captação de licitações

A Effecti é uma startup que faz a ponte entre licitações públicas e as empresas fornecedoras de produtos e serviços

Licitações públicas requerem atenção por parte das empresas que participam do processo. Elas precisam prestar atenção ao lançamento de editais, para se inscreverem e terem oportunidade de enviar seus projetos. Para facilitar o trabalho, uma startup catarinense lançou o Effecti, que se especializou em captar os editais e divulgar na sua plataforma.

Todos os meses, a Effecti inscreve mais de 60 mil editais na plataforma, e isso gera, de acordo com a empresa, mais de 3 milhões de oportunidades para os clientes - entre eles estão empresas de vários setores da economia, como Johnson & Johnson, Cremer, Brinks e New Quimica, além de organizações de pequeno e médio porte.

"Com o processo de licitação digital, fornecedores de todo o Brasil têm as mesmas oportunidades para vender para o Governo. Com a informatização, pequenas, médias e multinacionais podem competir igualmente, o que aumenta o número de ofertas e diminui os gastos do estado com as compras públicas", conta Fernando Salla, CEO da Effecti.

As licitações públicas envolvem compras de produtos variados, que vão de materiais para a construção civil até grampos de papel, produtos de higiene e alimentos. É um mercado que movimenta grandes somas em dinheiro, e as empresas que participam dos processos podem e devem aproveitar para manter suas receitas.

A Effecti funciona da seguinte forma: robôs captam oportunidades em editais abertos; depois na automação e envio de propostas, há o preenchimento automático dos portais de compra; depois, na disputa de lances, o ente que organiza a licitação informa os valores que está disposto a pagar no pregão eletrônico e, por fim, há o monitoramento no Chat do Pregoeiro, que intermedia a conversa entre o comprador e o fornecedor. (GSP)

 

Comentários

Tops da Gazeta