últimas notícias
Brasil chegou a preparar um avião rumo à Índia para buscar vacinas na semana passada, mas voo foi cancelado
Brasil chegou a preparar um avião rumo à Índia para buscar vacinas na semana passada, mas voo foi cancelado
Foto: Luciano Claudino/Código 19/Folhapress

Índia começa a exportar vacina, mas deixa Brasil fora da lista

Segundo o governo indiano, as doses dos imunizantes serão enviadas para o Butão, Bangladesh, Ilhas Maldivas, Nepal, Mianmar e Ilhas Seychelles

A Índia começa nesta semana a exportar vacinas contra a Covid-19 para seis países, porém, o Brasil ainda não está na lista. Segundo o governo indiano, as doses dos imunizantes serão enviadas para o Butão, Bangladesh, Ilhas Maldivas, Nepal, Mianmar e Ilhas Seychelles.

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores de Bangladesh disse que “Bangladesh receberá 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 produzida pela Oxford-AstraZeneca da Índia como uma doação em 21 de janeiro".

A Índia também deve exportar vacinas para o Sri Lanka, Afeganistão e Ilhas Maurício, mas ainda aguarda os documentos necessários.

Brasil
Na última quinta-feira (15), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Anurag Srivastava, afirmou que é “muito cedo” para falar sobre exportação de vacinas para outros países. O Brasil chegou a preparar um avião rumo à Índia para buscar dois milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, mas o voo foi cancelado.

Comentários

Tops da Gazeta