últimas notícias
Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom fez alerta sobre o aumento de mortes no Brasil e cobrou que população leve pandemia a sério
Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom fez alerta sobre o aumento de mortes no Brasil e cobrou que população leve pandemia a sério
Foto: Reprodução/Facebook

OMS cobra do Brasil coordenação com estados e municípios no combate à pandemia

OMS afirmou que a situação da Covid-19 continua muito preocupante no País

Mais uma vez Brasil foi cobrado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) no combate à pandemia. Nesta segunda-feira (22), a OMS afirmou que a situação da Covid-19 continua muito preocupante no País e exigiu que o governo federal trabalhe em coordenação com estados e municípios. As informações são da “Folha de S. Paulo”.

O diretor-geral da entidade, Adhanom Ghebreyesus, alertou que as mortes estão acelerando no Brasil. “O número de casos aumenta, o número de mortes aumento. O Brasil tem que levar isso a sério, seja o governo, seja o povo", advertiu Tedros.

Leia mais

Os diretores da OMS também comentaram a mudança de cargo no Ministério da Saúde. Mariângela Simão, afirmou que "será preciso muita competência e firmeza na condução do enorme desafio" que a pandemia representa para o Brasil. "Adotar políticas de saúde baseadas em ciência nas três esferas federativas é extremamente importante num momento em que há disseminação do coronavírus em todas as regiões do país. Mais que nunca é necessário alinhamento", afirmou Simão.

Além disso, Tedros ressaltou que a população também precisa levar a pandemia a sério. “Em apenas um mês, a média semanal de óbitos mais que dobrou, de 7.000 para 15 mil. Governo e população precisam levar a pandemia a sério se quiserem mudar esse quadro”, concluiu.

 

Comentários

Tops da Gazeta