X

GUERRA

Rússia diz que não pretende usar armas nucleares na Ucrânia

'Não é aplicável ao que Moscou chama de operação militar especial na Ucrânia', diz porta-voz

Da Reportagem

Publicado em 06/05/2022 às 10:05

Atualizado em 06/05/2022 às 10:13

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O presidente da Rússia, Vladimir Putin / Pedro Ladeira/Folhapress

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, Alexei Zaitsev, afirmou nesta sexta-feira (6) que o País não usará armas nucleares na Ucrânia.

O uso deste tipo de armamento pela Rússia é um risco que as autoridades ocidentais discutiram publicamente. Em entrevista, Zaitsev afirmou que não é aplicável ao que Moscou chama de operação militar especial na Ucrânia. O texto conta com informações da "Reuters".

"Nenhum de nós pode encarar de ânimo leve a ameaça representada por um potencial recurso a armas nucleares táticas ou armas nucleares de baixo rendimento", disse o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos, William Burns, citando os ataques que a Rússia sofreu na Ucrânia.

No último dia 20, o presidente Vladimir Putin anunciou o primeiro teste completo do novo míssil intercontinental para emprego de ogivas nucleares do país, o RS-28 Sarmat, conhecido na Otan (aliança militar ocidental) como Satã-2. É o mais poderoso armamento do tipo no mundo. 

"Essa arma verdadeiramente única vai aumentar o potencial de combate de nossas Forças Armadas, garantindo de forma confiável a segurança da Rússia contra ameaças externas e fará aquele que, no calor da retórica agressiva tentam ameaçar nosso país, pensar duas vezes", disse ele em conversa com autoridades do Ministério da Defesa televisionada. 

O teste veio em meio ao início da batalha do Donbass, pelo controle da região russófona do leste da Ucrânia, quase dois meses após o início da guerra. No período, Putin sofreu reveses ao patrocinar um ataque amplo, mas descoordenado em várias frentes e com poucas forças concentradas, não logrando cercar Kiev.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PROPOSTA DE TRANSFERÊNCIA

Vaza oferta oficial de clube inglês por Carlos Miguel, goleiro do Corinthians

Presidente do Timão havia negado a existência da oferta, que acabou sendo confirmada após publicação de jornalista

Recapeamento

Prefeitura de Araraquara abre licitação de R$ 4 milhões para recapear vias

Licitação é do tipo menor preço global e a empresa vencedora foi a Rocha Engenharia e Rodovias LTDA

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter