últimas notícias
O cadastro deve ser realizado no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo app "CAIXA | Auxílio Emergencial". Após o cadastro no site, o indivíduo deve acompanhar sua solicitação no próprio site ou aplicativo
O cadastro deve ser realizado no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo app "CAIXA | Auxílio Emergencial". Após o cadastro no site, o indivíduo deve acompanhar sua solicitação no próprio site ou aplicativo
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Prazo para solicitar o auxílio emergencial termina nesta quinta-feira

Prazo de solicitação termina nesta quinta-feira (2), às 23h59, segundo a Caixa Econômica Federal

O prazo para realizar o cadastro no auxílio emergencial do governo federal – que disponibiliza parcelas R$ 600 para trabalhadores informais e pessoas de baixa renda – termina nesta quinta-feira (2), às 23h59, segundo a Caixa Econômica Federal.

Inicialmente, o governo estipulou pagamento de três parcelas de R$ 600, no entanto, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, ou seja, mais duas parcelas serão pagas. Famílias que tenham a mulher como única responsável pelas despesas recebem R$ 1.200.

Leia mais:

Pela Lei 13.982/20, podem se cadastrar no auxílio pessoas maiores de 18 anos ou mãe adolescente; trabalhadores informais; aqueles que não são agente público; quem não recebe outro benefício previdenciário ou assistencial; aqueles que possuem renda mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar total de até três salários mínimos; não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R4 28.559,70; e estar desempregado ou ser microempreendedor cadastrado no MEI.

CADASTRO.

O cadastro deve ser realizado no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo app “CAIXA | Auxílio Emergencial”. No entanto, aqueles que estavam no Cadastro Único até o dia 20 de março não precisam se cadastrar no site. Os beneficiários do Bolsa Família podem optar pelo auxílio emergencial, desde que ele seja mais vantajoso.

Após o cadastro no site, o indivíduo deve acompanhar sua solicitação no próprio site ou aplicativo. De acordo com o Ministério da Cidadania, houve mais de 124 milhões solicitações do benefício até a semana passada. Dos pedidos, cerca de 65 milhões foram aprovados e outros 41 milhões foram negados.

Comentários

Tops da Gazeta