últimas notícias
Brasília - Movimentação nas lotéricas às vésperas do sorteio da Mega-Sena da Virada (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - Movimentação nas lotéricas às vésperas do sorteio da Mega-Sena da Virada (Wilson Dias/Agência Brasil)
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

NOTAS

Mega-Sena. Uma aposta de Gravataí, no Rio Grande do Sul, acertou os seis números da Mega-Sena do Concurso 2131, desta quarta-feira, e ganhou exatamente R$ 78.938.208,62. Os número sorteados foram 02, 03, 06, 18, 20 e 28. 414 apostas acertaram cinco números e ficarão com R$ 9.335,09. Além disso, 16.733 jogadores marcaram a quadra e levarão R$ 329,94. A estimativa de prêmio para o sorteio que será no próximo sábado, 9, é de R$ 3 milhões. 12 meses. Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. (GSP)

Sacrifício. O presidente Jair Bolsonaro pediu ontem o "sacrifício" dos militares para que apoiem a proposta de reforma da Previdência. O projeto de lei específico para o regime das Forças Armadas deve ser enviado ainda este mês ao Congresso para tramitar junto com a reforma do sistema previdenciário geral. "Peço também o sacrifício porque entraremos, sim, na nova Previdência, que atingirá os militares. Mas não deixaremos de lado e não esqueceremos as especificidades do cargo de vocês. Temos um ministério firmado por pessoas comprometidas com o futuro do Brasil, que nos ajudam a conduzir essa grande nação", disse. (AB)

Cheque especial. Em janeiro, 1,07 milhão de clientes migrou do cheque especial rotativo para o empréstimo parcelado, a juros mais baixos, segundo a Federação Brasileira de Banco (Febraban). O volume de clientes que migraram para essa linha de crédito com custo menor equivale a um aumento de 32% na comparação com o mês anterior, segundo levantamento da entidade feito em 12 bancos, que representam cerca de 90% do mercado brasileiro desse produto. Desde julho do ano passado, quando entraram em vigor as novas regras de autorregulação, 6,2 milhões de pessoas optaram pela mudança de linha de crédito. Segundo a Febraban, a taxa de juros média dos empréstimos parcelados fechou janeiro em 3,4% ao mês, queda de 0,1 ponto percentual em relação a dezembro de 2018. Já a taxa média de juros do cheque especial, a mais cara modalidade oferecida pelos bancos, ficou em de 12,6% ao mês, com aumento de 0,1 ponto percentual em relação ao mês anterior. (AB)

Comentários

Tops da Gazeta