últimas notícias
 Os incêndios na região do Pantanal cresceram 210% em 2020
Os incêndios na região do Pantanal cresceram 210% em 2020
Foto: Mayke Toscano/Secom MT

Mourão culpa ‘opositor’ por divulgar dados negativos sobre queimadas

Sem provas, vice-presidente diz que algum opositor do governo no Inpe prioriza divulgar dados negativos sobre as queimadas na Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira (15) que algum opositor do governo no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) prioriza divulgar dados negativos sobre as queimadas na Amazônia. Mourão, no entanto, não informou o nome do funcionário e não apresentou nenhuma prova.

De acordo com dados do Inpe, cujos número são abertos para consulta pública, nas duas primeiras semanas de setembro deste ano já foram registrados mais focos de queimadas do que todo mês de setembro de 2019. Até o dia 14 deste mês, foram 20.486 focos de queimadas contra 19.925 no mesmo mês do ano passado.

Mourão disse que o governo está “no campo combatendo isso aí”, se referindo às queimadas, e os números “têm que melhorar”.

Na semana passada, Mourão já havia reclamado sobre os dados do Inpe após reportagem do “O Globo”, que mostrou que o instituto detectou que o número de focos de calor registrados na Amazônia entre 1º de janeiro e 9 de setembro deste ano foi o maior para o período desde 2010. O vice disse que o Inpe estava se contradizendo. O Inpe informou que não vai comentar as declarações do vice-presidente.

Leia mais 

Pantanal

O Pantanal vem sofrendo com as queimadas este ano. Segundo dados do Inpe, divulgados na segunda-feira (14), os incêndios na região do Pantanal cresceram 210% em 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. A região registrou 14.489 focos de calor este ano, contra 4.660 em 2019. O Pantanal já teve cerca de 15% de sua área devastada pelas chamas, segundo dados do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo).

 

 

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta