últimas notícias
Sistema de saúde de Manaus entrou em colapso no início do ano por falta de oxigênio; familiares de pacientes compraram cilindros
Sistema de saúde de Manaus entrou em colapso no início do ano por falta de oxigênio; familiares de pacientes compraram cilindros
Foto: Valdo Leão / Semcom

Seis estados não têm estoque suficiente de oxigênio, alerta PGR

Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amapá, Ceará e Rio Grande do Norte estão em situação crítica para falta de oxigênio hospitalar

Os estados do Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amapá, Ceará e Rio Grande do Norte estão em situação crítica para falta de oxigênio hospitalar, alertou nesta terça-feira (23) o Ministério da Saúde. Já em situação não tão grave, mas em estágio de atenção, estão: Pará, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As informações são do portal “G1”.

Com a piora da pandemia, e os sistemas de saúde cada vez mais sobrecarregados, as autoridades temem que falte oxigênio nos hospitais como ocorreu em Manaus, no início deste ano.

Leia mais

A situação dos estados foi constatada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e informada ao Ministério da Saúde. Uma reunião foi realizada com representantes do ministério e da PGR para debater ações de combate à pandemia de Covid-19 no País. Segundo a PGR, ministério tem monitorado os níveis do oxigênio hospitalar em todo o Brasil.

Durante a reunião, foi discutida a possibilidade de aumentar a produção de cilindros e instalar concentradores de oxigênio em diversos locais, que funcionarão de forma parecida com miniusinas, para evitar um novo colapso.

 

Comentários

Tops da Gazeta