últimas notícias
Novos leitos hospitalares no Hospital Vila Santa Catarina, na zona sul de São Paulo
Novos leitos hospitalares no Hospital Vila Santa Catarina, na zona sul de São Paulo
Foto: Marcelo Pereira/Secom

Hospital Vila Santa Catarina recebe 40 leitos de UTI para Covid-19

Prefeitura de SP entregou leitos nesta segunda; 240 profissionais irão trabalhar nos novos leitos, que serão geridos pelo Albert Einstein

A Prefeitura de São Paulo entregou nesta segunda-feira 40 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital Municipal Vila Santa Catarina, na zona sul da Capital. A ação contou com um investimento de R$ 22,5 milhões, numa força-tarefa entre o município e a iniciativa privada.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a construção dos 40 leitos de UTI teve início em março deste ano e foi concluída em 37 dias. No local, o público é atendido exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sob gestão e operação da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Cerca de 240 profissionais irão trabalhar nos 40 novos leitos de UTI, que estão instalados no bloco F da unidade hospitalar, com área total de 1.064 metros quadrados, que também oferece tratamento a pacientes oncológicos diagnosticados com Covid-19.

“Estamos aqui e, juntos com a iniciativa privada, cumprindo essa missão do prefeito [Bruno Covas] de entregar mais 40 leitos para cidade”, disse o prefeito em exercício, Ricardo Nunes (MDB).

"Esses novos 40 leitos são importantes para este período de pandemia, mas ficarão disponíveis para a população no futuro. Serão leitos permanentes para o município, que tem estruturado a sua rede para um atendimento cada vez mais qualificado aos usuários SUS da cidade de São Paulo", disse o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

O Hospital Municipal Vila Santa Catarina trata pacientes encaminhados pela regulação do município e é referência para a rede SUS na Capital, realizando cirurgias bariátrica, urológica e vascular, além de oferecer atendimento especializado em oncologia, maternidade de alto risco e pediatria, incluindo uma UTI pediátrica, referência em hemodiálise.

A iniciativa contou com a parceria das empresas Gerdau, BTG Pactual, Suzano, Península Participações, Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (que administra o equipamento exclusivamente em sistema SUS, desde 2015) e a Prefeitura de São Paulo.

Comentários

Tops da Gazeta