últimas notícias
Movimentação de pessoas em estação da CPTM em São Paulo
Movimentação de pessoas em estação da CPTM em São Paulo
Foto: RIVALDO GOMES/FOLHAPRESS

SP solicita à Saúde redução do tempo de isolamento para infectados por Covid

A gestão municipal solicitou ao ministro Marcelo Queiroga que o período de isolamento seja reduzido de 14 para 5 dias

A prefeitura de São Paulo solicitou ao Ministério da Saúde nesta quinta-feira (6) que o tempo de isolamento para pessoas assintomáticas com Covid-19 possa ser reduzido para 5 dias. Atualmente este período é de 10 a 14 dias e, segundo a proposta, permanecerá sendo recomendado apenas para os casos sintomáticos da doença.

O tempo de isolamento de até cinco dias é uma recomendação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos, e que tem sido usado desde dezembro.

Na prática, caso o pedido da gestão municipal seja acatado, a cidade de São Paulo teria um protocolo próprio e passaria a recomendar um período de isolamento diferente do usado no restante do Estado. O texto conta com informações do g1.

A solicitação da gestão Ricardo Nunes (MDB) se baseia em estudos científicos que mostram que a transmissão da doença ocorre apenas nos primeiros dias após a infecção pelo vírus, "geralmente 1 ou 2 dias antes do início dos sintomas e 2 ou 3 dias depois", conforme informações do CDC.

Enviado ao ministro Marcelo Queiroga, o pedido de redução do período de isolamento argumenta que a "vacinação em massa já refletiu concretamente no baixo número de pessoas que apresentam sintomas e gravidade da doença provocada pela Covid".

A prefeitura alega ainda que 103% da população com mais de 18 anos da Cidade já foi imunizada com as duas doses ou com a dose única do soro antiCovid. Outro argumento utilizado em defesa da nova medida está relacionado ao suposto impacto econômico causado pelo longo período de afastamento do trabalho.

Nesta quarta-feira (5), a cidade de São Paulo registra 134 pessoas internadas com Covid, sendo 37 em Unidades de Terapia Intensiva e (UTIs) e 97 em enfermarias. O tempo de espera por atendimento nas unidades de saúde da Capital é de até seis horas.

Comentários

Tops da Gazeta