X

ESTADUAIS

De tabu centenário a gigantes na fila, campeonatos estaduais colecionam jejuns

O maior jejum vigente entre os times que continuam a disputar a elite dos Estaduais pelo país é do Brasil de Pelotas, centenário

FOLHAPRESS

Publicado em 13/01/2023 às 19:19

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Taça do Paulistão / Reprodução/Twitter

Os Estaduais já foram conquistados por centenas de clubes na história do futebol brasileiro. No entanto, diversas equipes não voltam a levantar a taça em seus estados há um bom tempo.

O maior jejum vigente entre os times que continuam a disputar a elite dos Estaduais pelo país é do Brasil de Pelotas, centenário. A equipe está há 104 anos sem vencer o Campeonato Gaúcho.
Santa Cruz de Natal, do Rio Grande do Norte, e Villa Nova, de Minas Gerais, completam o pódio de quem está há mais tempo na fila. O jejum do time potiguar dura 80 anos, enquanto o do mineiro é de 72 anos.

O top 5 no país tem:
- Brasil de Pelotas-RS: 104 anos (desde 1919)
- Santa Cruz de Natal-RN: 80 anos (desde 1943)
- Villa Nova-MG: 72 anos (desde 1951)
- Hercílio Luz-SC: 65 anos (desde 1958)
- Marcílio Dias-SC: 60 anos (desde 1963)

A reportagem lista abaixo os maiores jejuns em todos os Estaduais do Brasil. O Amapaense e o Roraimente, por começarem apenas em maio e março, respectivamente, não entraram no levantamento.
*

CAMPEONATO PAULISTA

Ao todo, 18 clubes diferentes já se sagraram campeões do Paulistão desde que o campeonato foi criado, em 1902. No entanto, apenas oito continuam na elite do torneio.

Entre esses, a Portuguesa é o que está há mais tempo com o grito de 'É campeão' entalado. Já se passaram 50 anos desde o último título, em 1973. Entre os quatro grandes, o Santos possui o maior jejum: sete anos, sem ganhar desde 2016.

- Portuguesa: 50 anos (desde 1973)
- Inter de Limeira: 37 anos (desde 1986)
- Bragantino: 33 anos (desde 1990)
- Ituano: nove anos (desde 2014)
- Santos: sete anos (desde 2016)
- Corinthians: quatro anos (desde 2019)
- São Paulo: dois anos (desde 2021)
- Palmeiras: atual campeão

CAMPEONATO CARIOCA

No Rio, oito clubes distintos conquistaram o Estadual, que teve início em 1906, e somente cinco continuam na disputa este ano.

Dessa lista, o Bangu é quem está há mais tempo na fila, já que não levanta a taça há 57 anos, desde 1966. Entre os quatro grandes, o Vasco possui o maior jejum, já que venceu o Estadual pela última vez em 2016, há sete anos.

- Bangu: 57 anos (desde 1966)
- Vasco: sete anos (desde 2016)
- Botafogo: cinco anos (desde 2018)
- Flamengo: dois anos (desde 2021)
- Fluminense: atual campeão

CAMPEONATO MINEIRO

São sete clubes que foram campeões em Minas Gerais, desde 1915, com seis ainda no páreo. O Villa Nova possui o maior jejum: 72 anos sem levantar a taça desde 1951.

- Villa Nova: 72 anos (desde 1951)
- Caldense: 21 anos (desde 2002)
- Ipatinga: 18 anos (desde 2005)
- América: sete anos (desde 2016)
- Cruzeiro: quatro anos (desde 2019)
- Atlético: atual tricampeão

CAMPEONATO GAÚCHO

No Rio Grande do Sul, são 17 clubes com pelo menos um título,, mas só seis permanecem na primeira divisão.

O Brasil de Pelotas, com um jejum centenário, é quem está há mais tempo sem se sagrar campeão.

- Brasil de Pelotas: 104 anos (desde 1919)
- Juventude: 25 anos (desde 1998)
- Caxias: 23 anos (desde 2000)
- Internacional: sete anos (desde 2016)
- Novo Hamburgo: seis anos (desde 2017)
- Grêmio: atual pentacampeão

CAMPEONATO BAIANO

Ao todo, 21 clubes diferentes conquistaram o título do Baiano, com cinco ainda na elite.

Quem está há mais tempo sem vencer o torneio é o Bahia de Feira, com 12 anos de jejum.

- Bahia de Feira: 12 anos (desde 2011)
- Vitória: seis anos (desde 2017)
- Bahia: três anos (desde 2020)
- Atlético de Alagoinhas: atual bicampeão

CAMPEONATO CATARINENSE

O Estadual de Santa Catarina foi conquistado por 23 equipes na história, com oito se mantendo na primeira divisão.

O líder da fila de quem está há mais tempo sem ganhar é o Hercílio Luz, com 65 anos de jejum.

- Hercílio Luz: 65 anos (desde 1958)
- Marcílio Dias: 60 anos (desde 1963)
- Joinville: 22 anos (desde 2001)
- Criciúma: dez anos (desde 2013)
- Figueirense: cinco anos (desde 2018)
- Chapecoense: três anos (desde 2020)
- Avaí: dois anos (desde 2021)
- Brusque: atual campeão

CAMPEONATO CEARENSE

Foram 11 clubes que puderam gritar 'É campeão' na história do Cearense, desde 1915, só que apenas três seguem na elite do Estadual.

O que está há mais tempo em jejum é o Ferroviário.

- Ferroviário: 28 anos (desde 1995)
- Ceará: cinco anos (desde 2018)
- Fortaleza: atual tetracampeão

CAMPEONATO GOIANO

Em Goiás, nove times se sagraram campeões desde 1944 e sete continuam perseguindo o título neste ano.

O Anápolis, há 58 anos sem conquistar a taça, é quem está há mais tempo na fila.

- Anápolis: 58 anos (desde 1965)
- Goiânia: 49 anos (desde 1974)
- CRAC: 19 anos (desde 2004)
- Vila Nova: 18 anos (desde 2005)
- Goiás: cinco anos (desde 2018)
- Grêmio Anápolis: dois anos (desde 2021)
- Atlético-GO: atual campeão

CAMPEONATO PARANAENSE

O estado do Paraná soma 19 campeões diferentes, mas apenas quatro seguem na elite.

O Operário, há oito anos sem vencer, possui o maior jejum.

- Operário-PR: oito anos (desde 2015)
- Athletico-PR: três anos (desde 2020)
- Londrina: dois anos (desde 2021)
- Coritiba: atual campeão

CAMPEONATO PERNAMBUCANO

Desde 1915, foram oito clubes diferentes conquistando o Pernambucano, sendo que metade ainda permanece na elite.

O Santa Cruz é quem vive o maior jejum no estado, com sete anos sem levantar a taça.

- Santa Cruz: sete anos (desde 2016)
- Sport: quatro anos (desde 2019)
- Salgueiro: três anos (desde 2020)
- Náutico: atual bicampeão

CAMPEONATO ACRIANO

[Maior jejum] Independência: 25 anos (desde 1998)
Humaitá: atual campeão

CAMPEONATO ALAGOANO

[Maior jejum] Murici: 13 anos (desde 2010)
CRB: atual campeão

CAMPEONATO AMAPAENSE
* Início em maio

CAMPEONATO AMAZONENSE

[Maior jejum] Rio Negro: 22 anos (desde 2001)
Manaus: atual bicampeão

CAMPEONATO BRASILIENSE

[Maior jejum] Brasília: 36 anos (desde 1987)
Brasiliense: atual bicampeão

CAMPEONATO CAPIXABA

[Maior jejum] Estrela do Norte: nove anos (desde 2014)
Real Noroeste: atual bicampeão

CAMPEONATO MARANHENSE

[Maior jeum] Maranhão: dez anos (desde 2013)
Sampaio Corrêa: atual tricampeão

CAMPEONATO MATO-GROSSENSE

[Maior jeum] Dom Bosco: 32 anos (desde 1991)
Cuiabá: atual bicampeão

CAMPEONATO PARAENSE

[Maior jeum] Tuna Luso: 35 anos (desde 1988)
Remo: atual campeão

CAMPEONATO PARAIBANO

[Maior jeum] Auto Esporte: 31 anos (desde 1992)
Campinense: atual bicampeão

CAMPEONATO PIAUIENSE

[Maior jeum] Cori-Sabbá: 28 anos (desde 1995)
Fluminense-PI: atual campeão

CAMPEONATO POTIGUAR[Maior jeum] Santa Cruz de Natal: 80 anos (desde 1943)
ABC: atual campeão

CAMPEONATO RONDONIENSE
[Maior jeum] União Cacoalense: 19 anos (desde 2004)
Real Ariquemes: atual campeão

CAMPEONATO RORAIMENSE
* Início em março

CAMPEONATO SERGIPANO
[Maior jeum] América-SE: 16 anos (desde 2007)
Sergipe: atual bicampeão

CAMPEONATO SUL-MATO-GROSSENSE
[Maior jeum] Chapadão: 20 anos (desde 2003)
Operário: atual campeão

CAMPEONATO TOCANTINENSE
[Maior jeum] União: 29 anos (desde 1994)
Tocantinópolis: atual bicampeão

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Confira o resultado da Super Sete no concurso 549, nesta segunda

O prêmio é de R$ 1.550.000,00

Brasil

Confira o resultado da Quina no concurso 6451, nesta segunda

O prêmio é de R$ 5.000.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter