X

KING James

LeBron James se torna o maior pontuador da história da NBA

O ala agora contabiliza 38.390 pontos, registrados com as camisas de Cleveland Cavaliers, Miami Heat e Los Angeles Lakers

Folhapress

Publicado em 08/02/2023 às 12:01

Atualizado em 08/02/2023 às 12:28

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Ninguém marcou mais pontos na história da NBA do que LeBron James / Divulgação

Ninguém marcou mais pontos na história da NBA do que LeBron James. O craque de 38 anos atingiu na noite de terça-feira (7), já madrugada de quarta-feira no território brasileiro, o topo no ranking dos cestinhas da liga norte-americana de basquete.

O ala agora contabiliza 38.390 pontos, registrados com as camisas de Cleveland Cavaliers, Miami Heat e Los Angeles Lakers. E estabeleceu o recorde defendendo os Lakers, assim como fizera Kareem em 1984.

Foram quase quatro décadas até que Abdul-Jabbar fosse superado. O pivô, que fazia estrago com um lendário gancho, findou sua extensa carreira com 38.387 pontos, em 1989, aos 41 anos.

Os números, seguindo a tradição estatística norte-americana, levam em conta apenas as partidas do que é chamado de "temporada regular", a fase de classificação da NBA. São excluídos da contabilidade comumente adotada nos Estados Unidos os jogos de "playoffs", os mata-matas, ainda mais importantes.

Incluídas no cálculo as jornadas da etapa decisiva, LeBron também lidera. Já liderava. Agora soma 46.021, contra 44.149 de Kareem, que jogou pelo Milwaukee Bucks antes de marcar época em Los Angeles.

James o ultrapassou com uma carreira longa e -ainda- constantemente produtiva. Em sua 20ª temporada na NBA, o homem nascido na pequena Akron, no estado de Ohio, continua exibindo médias impressionantes que não se resumem a pôr a bola na redinha. No torneio de 2022/23, vem obtendo 30 pontos, 8,5 rebotes e 7,1 assistências por jogo -até o duelo de terça.

A eficiência nem sempre é acompanhada por seus companheiros. O Los Angeles Lakers, 17 vezes campeão, ocupa apenas a 13ª colocação na Conferência Oeste. Com 25 vitórias e 30 derrotas, tem a 24ª melhor campanha entre as 30 equipes que disputam o campeonato.

Os 38 pontos anotados contra o Oklahoma City Thunder, na noite da quebra do recorde, não valeram um triunfo. Na Crypo.com Arena, em Los Angeles, os donos da casa tiveram péssima jornada defensiva e perderam por 133 a 130.

LeBron ainda desafia a realidade da tabela de classificação -e a direção dos Lakers, irritado com a política de contratações-, dizendo que pode ser campeão de novo. Mesmo que não alcance o penta, o tetracampeão da NBA continuará ampliando o recorde recém-estabelecido.

"Não vou a lugar nenhum. Vou jogar por ao menos mais uns anos."

Aplausos do (e para o) Capitão LeBron James quebrou o recorde em um arremesso da cabeça do garrafão, no final do terceiro quarto. A partida foi interrompida para que o craque recebesse os devidos aplausos e fosse abraçado por gente como Magic Johnson e o próprio Kareem Abdul-Jabbar.

Uma cerimônia de cerca de dez minutos foi realizada no ginásio, conduzida pelo chefe da NBA, o comissário Adam Silver. Kareem entregou uma bola a LeBron, como se lhe passasse o trono de grande pontuador da história da liga.

James pediu aplausos ao Capitão, como era chamado Abdul-Jabbar em seu caminho como pentacampeão pelos Lakers. E agradeceu aos familiares, presentes na arena. "Sem vocês, nada disso seria possível", afirmou, emocionado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DAS 7H ÀS 19H

Taboão da Serra amplia horário de atendimento de mais duas unidades de saúde

A medida, que já foi adotada pela Secretaria de Saúde (SMS) nas UBSs Oliveiras/Marabá, Parque Pinheiros/CSU e Jardim das Margaridas, tem como objetivo  ampliar o acesso da população aos serviços de saúde

ARMAS E DROGAS

Polícia prende especialistas em roubo de cargas milionárias em SP; veja fotos

Quadrilha vinha sendo investigada por três roubos no interior paulista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter