X

Esportes

Vídeo: Popó derruba ex-BBB Bambam em 36 segundos

Luta principal da noite do Fight Music Show foi finalizada por nocaute no primeiro round; MC Gui também sai vencedor

Luana Fernandes

Publicado em 25/02/2024 às 10:00

Atualizado em 25/02/2024 às 10:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Combate entre Popó e Bambam durou apenas 36 segundos / Mariana Lima/FNS

Surpreendendo zero pessoas, o campeão Acelino Popó Freitas nocauteou o ex-BBB Kléber Bambam no primeiro round e em 36 segundos. Dois knockdowns foram suficientes para o tetracampeão mundial de boxe derrubar o campeão do BBB 1. A luta principal do Fight Music Show 4, na Vibra São Paulo, arena na capital paulista, aconteceu na madrugada deste domingo (25).

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Celebrando a vitória, Popó fez questão de destacar a importância de Bambam para gerar marketing e promover a luta. O campeão também relembrou que defendeu um cinturão na mesma arena. 

Popó não deixou de responder às provocações feitas por Bambam antes da luta e exigiu respeito ao boxe. “Você me desrespeitou muito. Você desmereceu meu boxe, meu esporte. Quando você desmerece alguém que é do esporte, você está desmerecendo o boxe. Me respeita, respeita a minha família. Deu até as costas pra mim de tão frouxo que você é. Você falou que seu soco é tipo um foguete, mas é tipo o do Elon Musk, deu de ré”, reclamou.

A noite de sábado tambpem reservava mais confrontos entre famosos. Os funkeiros MC Gui e Nego do Borel também lutaram no card principal. Nego levou a pior e foi à lona no terceiro round, perdendo por nocaute técnico.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

NESTA TARDE

Tarcísio de Freitas vai anunciar trens da Capital a Santos e ao Vale do Paraíba

Segundo apurado pela Gazeta, anúncios serão sobre a contratação de estudos para dois novos Trens Intercidades, com ligação da Capital a Santos e a São José dos Campos

Transportes

SPTrans abre Licitação para centralizar arrecadação bilionária do Bilhete Único

Empresa busca instituição financeira para gerenciar cerca de R$ 7,2 bilhões arrecadados anualmente com o Bilhete Único

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter