Publicidade

X
LAZER

Campus da USP é oásis alternativo para quem gosta de correr e pedalar

Enquanto os parques públicos da cidade estão cada vez mais cheios, o campus na zona oeste se mostra como opção ainda pouco explorada por esportistas

Publicidade

Campus da Universidade de São Paulo, no Butantã / Joseph Silva/Gazeta de S. Paulo

Quem mora em São Paulo já deve ter tido a experiência de planejar um dia de treino em um parque público e ter de passar por alguns sufocos como a falta de vaga para estacionar, pedestres invadindo a ciclovia e eventos aglomerados que não raramente ocupam áreas comuns do local, atrapalhando quem queria apenas dar uma corridinha ou uma pedalada em paz. O mesmo não acontece com quem escolhe treinar nos 3,7 milhões de metros quadrados do campus principal da Universidade de São Paulo, na zona oeste da cidade. Para quem gosta de espaço livre a instituição é um prato cheio.

Mesmo tendo mais de 60 mil alunos, o campi, que fica no bairro do Butantã, tem ruas, calçadas e ciclovias quase sempre vazias. Quem curte correr ou pedalar sem ter que desviar de pessoas ou carros a toda hora tem no local uma ótima opção.

Assim como nos parques públicos da cidade, o acesso ao campus é livre e gratuito e pode ser feito à pé, por transporte público e por carro. O grande número de árvores proporciona sombra em quase toda a área, o que é um alívio nos dias de calor.

Para quem curte pedalar, a Universidade oferece 36 quilômetros de ciclovia que, curiosamente, quase não têm ciclistas, mesmo durante os períodos de aulas. A maioria dos trechos é relativamente plana, mas quem gosta de um treino mais pesado também conta com algumas subidas mais exigentes. É possível ainda alugar uma bike do Itaú, nas várias estações de aluguel da empresa espalhadas por lá.

 

Volta de bicicleta pelas ciclovias da USP - Vídeo: Da Reportagem

 

Já os amantes de corrida podem usar as calçadas que dão acesso às faculdades que compõem a instituição. Algumas não apresentam estado adequado de conservação, então fique atento ao risco de queda. Mas quem está acostumado a correr pelas ruas da capital paulista não deve encontrar dificuldades em usar o asfalto da USP que, no geral, apresenta boa qualidade. Atenção para não tropeçar nas raízes das mais de 750 espécies de árvores nativas e exóticas.

Apesar de ter algumas vantagens, o esportista que escolher a Universidade para treinar tem de ficar atento a alguns detalhes. Não há bebedouros nos locais abertos, por isso é importante levar sua própria água para não ficar desidratado. Existe possibilidade de atendimento médico no hospital universitário, mas ele pode estar distante do local onde você eventualmente sofreu algum acidente, então, cuidado redobrado por lá. Também há horários em que somente a entrada de alunos e funcionários da universidade é permitida. Isso acontece aos domingos, feriados e aos sábados após as 14 horas.

 

Serviço:

Universidade de São Paulo, campus Butantã

  • 2a. à 6a. feira: 05h00 às 20h00. Após esse horário o acesso
  • Sábados: 05h00 até às 14h00. Acesso é permitido para alunos e funcionários.
  • Domingos e feriados: é permitido para alunos e funcionários.

Estacionamento: gratuito

Mais informações e como chegar: https://puspc.usp.br/2017/04/05/funcionamento-das-portarias-3/

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DISNEY, NETFLIX E OUTRAS MAIS

EUA: Após revogação do aborto, empresas irão custear viagens para funcionárias

Gigantes do entretenimento como a Netflix, Disney e Paramount já estão se posicionando a favor de funcionárias que pretendam realizar o procedimento

MAIS CARO DA HISTÓRIA

Jantar com Warren Buffett é arrematado por quase R$ 100 milhões

Jantar foi arrematado no leilão beneficente anual realizado pelo investidor

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software