últimas notícias
Rede municipal de ensino em Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, conta com cerca de 31 mil alunos
Rede municipal de ensino em Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, conta com cerca de 31 mil alunos
Foto: Thiago Neme/Gazeta de S.Paulo

Volta às aulas em Taboão da Serra não terá aulas presenciais

O ano letivo em Taboão da Serra será iniciado no dia 10 de fevereiro por meio de atividades remotas

A Prefeitura de Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, confirmou que o retorno às aulas dos mais de 31 mil alunos da rede pública municipal não será feito de forma presencial. Em comunicado na tarde da última sexta-feira, dia 15, a Administração informou que “o ano letivo de 2021 será iniciado dia 10 de fevereiro por meio de atividades remotas”.

De acordo com o comunicado, a decisão foi tomada pelo do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura de Taboão da Serra composto pelas secretarias de Educação, Saúde, Governo, Fazenda e Comunicação.

Leia mais: 

De acordo com a nova secretária de Educação, professora Dirce Takano, o sistema de ensino seguirá o implantado no ano passado. “Os estudantes realizarão as atividades remotas por meio das apostilas, que serão entregues aos pais ou responsáveis e pelo aplicativo Google Classroom – Sala de Aula”, explicou. A expectativa é que os cadernos de atividades sejam distribuídas no início de fevereiro.

Taboão da Serra tem cerca de 31 mil alunos na rede municipal, 71 unidades escolares, incluindo PAC´s (Programa de Atendimento à Criança) conveniados com a Prefeitura. A nova gestão está realizando uma vistoria em todas as escolas para avaliar as condições.

EMBU DAS ARTES.

O município de Embu das Artes, cidade vizinha a Taboão da Serra, também decidiu que os alunos da rede municipal de ensino não retornarão às aulas presenciais no começo de fevereiro, e seguirão realizando as atividades de forma remota.

De acordo com a prefeitura, a Administração “fará uma nova avaliação na segunda quinzena do respectivo mês, já contando com a perspectiva do início da vacinação contra a covid-19 e seus efeitos”.

Ainda segundo a Administração, a Secretaria havia preparado todo o material didático e o protocolo sanitário para o retorno às aulas, mas tomou a decisão após realizar inúmeras reuniões com a equipe técnica de saúde.

Comentários

Tops da Gazeta