últimas notícias

Pedro Nastri

-
-
Foto: Gazeta de S.Paulo

Prevent Senior

Prevent Senior I. Após o Procon reiterar pedido de informações à Prevent Senior, proprietária da rede dos hospitais Sancta Maggiore, sobre notícias de óbitos por coronavírus ocorridos no mês de março em sua rede, a operadora de saúde não encaminhou os esclarecimentos necessários e satisfatórios. A empresa, que tem entre a maioria de seus beneficiários pessoas consideradas nos grupos de risco da Covid-19 por causa da faixa etária, não detalhou a quantidade de leitos que possui e quantos são passíveis de conversão em UTI e deixou de encaminhar informações claras sobre a distribuição de seus consumidores por faixa etária, o que não aponta que a operadora esteja devidamente preparada para atendimento dos beneficiários de sua carteira.

Monitoramento de celulares. O deputado estadual Tenente Coimbra (PSL) recorreu ao Tribunal de Justiça de São Paulo para suspender o monitoramento da população a partir dos sinais de celulares. A medida, implementada pelo governador João Doria em parceria com as operadoras, tem como objetivo identificar se a população está aderindo à quarentena imposta no Estado. O parlamentar argumenta que o monitoramento viola o direito constitucional à privacidade dos cidadãos e pede, por meio de um mandado de segurança, a suspensão do Sistema Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo).

Dados da Covid-19. O Estado pretende zerar a fila de testes para a doença até o dia 24 de abril. Em suma, a promessa de zerar a fila se deve à compra de 1,3 milhão de testes rápidos da Coreia do Sul, dos quais 725.000 chegaram nesta semana. Foram liberados 1.451 testes e outros 2.370 aguardam liberação, enquanto que, paralelamente, o sistema recebeu 1.319 testes novos. Até o dia 14 o governo estadual confirmou 11.043 casos da Covid-19 e 778 mortes pela doença. A equipe do governo também apresentou dados que indicam uma quase lotação de leitos de UTI e de enfermaria de hospitais estaduais. O Instituto de Infectologia Emílio Ribas tem todos os seus 30 leitos de UTI já ocupados.

Droga contra coronavírus. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, anunciou que pesquisadores brasileiros descobriram um remédio que teve 94% de eficácia no combate a células infectadas pelo novo coronavírus. O medicamento foi aprovado após os testes in vitro e, agora, será testado em pacientes que estão hospitalizados por Covid-19. Marcos Pontes não quis revelar o nome do fármaco. Segundo ele, a medida é para evitar que população corra às farmácias antes de os testes clínicos em pacientes com coronavírus serem concluídos. A previsão do ministro é de que os resultados estejam disponíveis em um mês. 

Comentários

Tops da Gazeta