últimas notícias
Movimentação na avenida Paulista, região central de São Paulo
Movimentação na avenida Paulista, região central de São Paulo
Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Folhapress

São Paulo tem 14.398 mortes pelo novo coronavírus

Entre os óbitos no Estado, 48,8% ocorreram na Capital, 27,8% na Grande São Paulo e 23,4% no interior paulista

O estado de São Paulo tem 275.141 casos e 14.398 mortes pelo novo coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde. Entre os óbitos no Estado, 48,8% ocorreram na Capital, 27,8% na Grande São Paulo e 23,4% no interior paulista.

A Capital já tem 7.003 mortes provocadas pela Covid-19. Em seguida vem Guarulhos (668), Osasco (477), São Bernardo do Campo (363) e Santos (362), a primeira cidade do ranking fora da região metropolitana de São Paulo.

Neste domingo, o índice de isolamento social da cidade de São Paulo foi de 53%. O município líder em isolamento da população é São Sebastião, com 61% da população resguardada no domingo. O índice é medido pelo Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo) é viabilizado por meio de acordo do governo paulista com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM .

SAIBA MAIS:

Multa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na tarde desta segunda-feira que haverá multa de R$ 500 a pessoas que forem flagradas sem máscara em espaço público no estado de São Paulo. Já os estabelecimentos comerciais serão multados em R$ 5 mil por pessoa que estiver sem o equipamento de proteção ao novo coronavírus. A medida passa a valer a partir de 1º de julho.

"Se tiverem 20 pessoas, serão 20 multas sucessivas. Não é cabível, diante de uma pandemia, que qualquer estabelecimento, público ou privado, que existam pessoas em proximidade sem estarem conscientes da importância da exigência da máscara", disse o governador, se referindo aos estabelecimentos comerciais do Estado.

De acordo com Doria, o estado de São Paulo alcançou um nível de uso de máscara em ambiente público de 93%, e a Capital, de 97%. A intenção do governo paulista é chegar a 100% do uso do equipamento. A fiscalização ficará a cargo dos órgãos de vigilância sanitária estadual e municipais.

O valor integral das multas será revertido ao programa Alimento Solidário.

Comentários

Tops da Gazeta