X

BAIRRO HISTÓRICO

Memória: A história do Ipiranga, o bairro da Independência do Brasil

Marcado pela proclamação da Independência, em 1822, bairro faz aniversário em 27 de setembro

Gladys Magalhães

Publicado em 23/09/2021 às 15:17

Atualizado em 26/09/2021 às 16:06

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Imagem do Museu do Ipiranga; marcado pela Proclamação da Independência, em 1822, bairro faz aniversário em 27 de setembro / /Diogo Moreira/Governo do Estado

Quando se fala no bairro do Ipiranga, localizado na zona sul da cidade de São Paulo, a primeira coisa que vem à cabeça é a Proclamação da Independência do Brasil, em 7 de setembro de 1822, às margens do Ipiranga, por Dom Pedro I. Contudo, a história do bairro começou bem antes do fato histórico.

Não se sabe ao certo quantos anos o bairro completa no próximo dia 27 de setembro, data oficial em que se comemora o seu aniversário, porém, os primeiros registros da região remontam a 1510, quando, após um naufrágio, o explorador português João Ramalho (1493-1580) passou a viver com os índios Guaianazes, os primeiros moradores do bairro, e casou-se com a filha do cacique, Bartira, além de se relacionar com outras índias, tendo muitos filhos.

Em 1580, a região já contava com cerca de 1,5 mil habitantes, a sua maioria brancos, visto que os indígenas, por não se adaptarem aos costumes dos novos moradores, acabaram migrando para outros lugares.

A proximidade com o caminho do mar levou à concentração e expansão de sítios e fazendas, o que favoreceu também o surgimento do comércio. Mais tarde, a localização privilegiada, entre a região central e a saída para o porto de Santos, também contribuiria para o processo de industrialização do bairro.

Macaque in the trees
Entre as relíquias do Ipiranga está o Museu Paulista, também conhecido como Museu do Ipiranga, fundado em 1895 - Thiago Neme/Gazeta de S.Paulo

“Água Barrenta”
Segundo informações da Prefeitura de São Paulo, não há um estudo conclusivo a respeito da tradução exata do que significaria a palavra Ipiranga, que possui origem tupi. A teoria mais aceita é que seria “rio vermelho”, por conta das águas barrentas do Riacho do Ipiranga.

Leia Mais

Memória: a história de São Miguel, o bairro mais antigo de São Paulo

Memória: conheça a história do Instituto Butantan

Foi às margens do riacho, aliás, que durante uma parada, quando voltava da cidade de Santos, que D. Pedro proclamou a Independência do Brasil, fato que consta da primeira estrofe do Hino Nacional e que deixou para o bairro um legado importante.

Entre as relíquias do Ipiranga está o Museu Paulista, também conhecido como Museu do Ipiranga, fundado em 1895, o Monumento à Independência do Brasil, inaugurado em 1922, mas concluído em 1925, e o Parque da Independência, inaugurado em 1989, que abriga o Museu e o Monumento, além da Casa do Grito, um bosque e os jardins franceses.

Macaque in the trees
Vista de rua no bairro do Ipiranga em São Paulo. 29 01 1953 - Folhapress

Industrialização
Assim como aconteceu com outras regiões da cidade de São Paulo, a industrialização do bairro teve início com a inauguração da estrada de ferro Santos-Jundiaí, em 1867, que levou muitas fábricas a se instalarem na região.

Em 1905 já existiam nove fábricas no bairro, que empregavam cerca de 7 mil pessoas. A inauguração do bonde elétrico, em 1907, também favoreceu o processo de industrialização, que viu seu auge acontecer entre o final da década de 1940 e o início dos anos 1950, período em que foram inauguradas as duas pistas da rodovia Anchieta e que se instalaram no bairro grandes montadoras, como Ford e Volkswagen.

Macaque in the trees
O Museu de Zoologia da USP costuma atrair famílias com crianças ávidas por dinossauros - Divulgação/Museu de Zoologia da USP

Diversas atrações
Segundo dados do IBGE do ano de 2010, há cerca de 464 mil habitantes na região do Ipiranga, que inclui também os bairros do Cursino e Sacomã, com densidade demográfica média de 12,3 mil habitantes por km².

Além do Museu, o bairro atrai visitantes por conta de outras atrações, como o Museu de Zoologia da USP, que costuma atrair famílias, com crianças ávidas por dinossauros, o Aquário de São Paulo ou mesmo a sorveteria Damp, fundada há 52 anos por dois brasileiros e três italianos e que foi uma das pioneiras na produção de gelatos.

Macaque in the trees
Sorveteria Damp , fundada há 52 anos no bairro do Ipiranga - Divulgação

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DISPUTA NA GRANDE SP

Pré-candidato do PL em Guarulhos anuncia vice e fala em 'momento histórico'

'Um momento histórico e de mudanças aqui para a nossa cidade', afirmou Sanches ao anunciar a formação da chapa

Mercedes me Connect

Mercedes apresenta Classe E 300 Exclusive: experiência digital e sistema híbrido

O carro tem ainda sistema Keyless-Go para partida do motor sem chave e abertura do porta-malas e teto solar panorâmico

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter