X

PREFEITO DE SP

Ricardo Nunes disse que ficou 'emocionado' em ato ao lado de Bolsonaro

Segundo ele, a manifestação para Bolsonaro se defender de investigações 'foi um grande exemplo de democracia'

Bruno Hoffmann

Publicado em 29/02/2024 às 13:10

Atualizado em 29/02/2024 às 13:19

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O prefeito Ricardo Nunes durante ato na avenida Paulista convocado por Jair Bolsonaro / Divulgação

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse nesta quinta-feira ter ficado “emocionado” durante o ato promovido por Jair Bolsonaro (PL) no último domingo (25), na avenida Paulista. Segundo ele, a manifestação feita para o ex-presidente se defender das investigações por suposta participação em atos golpistas “foi um grande exemplo de democracia”.

“Foi uma coisa muito bonita. Eu me emocionei de estar naquele caminhão e ver aquela quantidade de pessoas, de forma pacífica, respeitosa, fazendo aquela manifestação”, disse ele, durante agenda na zona sul da Capital.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O emedebista, que buscou publicamente o apoio de Bolsonaro para a sua pré-campanha, também se afirmou ser um “grande agregador” e que pretende se unir a corretes políticas distintas para combater “a extrema-esquerda”, em referência à pré-candidatura do deputado Guilherme Boulos (PSOL).

“A gente demonstrou que a direita pode entrar junto com o meu campo, que é o centro, para ganhar da extrema-esquerda”, disse ainda.

Pelo acordo firmado entre Nunes e Bolsonaro, com ajuda de Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PT, o ex-presidente tem a prerrogativa de indicar o nome a vice do atual prefeito em troca do apoio. Nunes, porém, não está contente com o nome proposto, o do coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo Ricardo Mello Araújo, ex-comandante da Rota.

Segundo fontes ouvidas pela coluna, Nunes topou ir ao ato promovido por Bolsonaro para ter argumentos mais para frente para propor outro político para compor a chapa eleitoral.

Na última semana, o Avante e o Agir oficializaram o apoio à reeleição de Nunes. Com isso, o atual prefeito de São Paulo passa a ter oito partidos em sua aliança: MDB, PL, PP, Solidariedade, Republicanos, PSD, Agir e Avante. Há ainda a expectativa da adesão formal do Podemos, do União Brasil e da federação PSDB-Cidadania.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Para aquecer

Friozinho pede um bom fondue: 3 locais em São Paulo

Seja doce ou salgado, o fondue aquece a todos. Por isso, a Gazeta trouxe três indicações de locais para comer fondue em São Paulo; confira!

Despoluição

Ex-governador prometeu que 'beberia água do Tietê'

Luiz Antônio Fleury Filho morreu em 2022 sem conseguir cumprir promessa feita no início de seu programa

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter