últimas notícias
O assassinato de Romuyuki e Flaviana Gonçalves e do filho deles, Juan Victor, foi descoberto no dia 28 de janeiro
O assassinato de Romuyuki e Flaviana Gonçalves e do filho deles, Juan Victor, foi descoberto no dia 28 de janeiro
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Justiça vai realizar audiência virtual para colher depoimento de acusados de matar família no ABC

Casal foi morto e queimada em janeiro deste ano; filha do casal está entre os acusados

A Justiça vai interrogar virtualmente os cinco réus presos acusados de matar e queimar o casal de empresários Romuyuki Veras Gonçalves e Flaviana de Meneses Gonçalves, e o filho deles, Juan Victor Gonçalves, em janeiro deste ano, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

A filha da vítimas, Anaflávia Martins Gonçalves, está entre as pessoas detidas. Além dela, a namorada dela, Carina Ramos de Abreu, dois primos de Carina, Juliano Oliveira Ramos Júnior e Jonathan Fagundes Ramos, e o vizinho deles, Guilherme Ramos da Silva.

A primeira audiência está marcada para o dia 22 de setembro, segundo o Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo. Ela será realizada por videoconferência com o objetivo de evitar o risco de contágio da Covid-19.

Leia mais:

A audiência será comandada pelo juiz Lucas Tambor Bueno, direto do gabinete dele, no Fórum de Santo André. Ele ouvirá os depoimentos das testemunhas, Ministério Público (MP) e a defesa dos detidos. Posteriormente, ele marcará uma data para o júri popular. Os presos participarão da audiência do local onde estão detidos - quatro deles em Tremembé, o interior de São Paulo, e um na Capital.

Os réus estão sendo acusados de assassinato, roubo, ocultação de cadáver e associação criminosa.

Crime

Segundo a acusação do Ministério Público, os crimes foram cometidos entre os dias 27 e 28 de janeiro deste ano, em Santo André (onde as vítimas moravam e foram mortas) e em São Bernardo do Campo (onde os corpos foram encontrados).

Se a justiça optar pelo júri popular, ele será realizado em Santo André, onde o crime acontece.

De acordo com o MP, as vítimas foram mortas com golpes na cabeça durante um assalto na casa delas. Os corpos foram encontrados dentro do carro da família em São Bernardo.

Os criminosos teriam a vontade de ficar com os bens móveis e financeiros da família, segundo a Promotoria.

Segundo o MP, a filha do casal e a namorado queria R$ 85 mil do casal de empresários que estariam guardados em um cofre na casa da família. Como não encontraram o dinheiro, mataram os moradores, segundo o Ministério Público.

Comentários

Tops da Gazeta